Zoë Kravitz expõe falta de protagonistas negras na TV após ter série cancelada

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Actor Zoe Kravitz attends the British premiere of 'Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald' movie in London, Britain, November 13, 2018. REUTERS/Toby Melville
Zoe Kravitz REUTERS/Toby Melville

Após uma única temporada, o Hulu optou por cancelar High Fidelity. Zoë Kravitz, protagonista da série, não disfarçou a sua frustração com o término precoce do programa nas redes sociais, apontando um problema antigo da televisão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Respondendo a um comentário da atriz Tessa Thompson no Instagram, que lamentava o fim da série, ela cutucou o Hulu. “Está tudo bem. Pelo menos a Hulu tem várias outras séries estreladas por mulheres negras que podemos assistir. Não, espere…”, escreveu Zoë.

Leia também

Na publicação, Zoë, confirmada como Mulher Gato no novo Batman, agradecia o elenco e o público da série. “Obrigada a todos que colocaram o seu coração nesta série, estou impressionada com todos vocês. E obrigada a todo mundo que assistiu, amou e nos apoiou”, escreveu.

A série foi inspirada pelo livro Alta Fidelidade, de Nick Hornby. Zoë Kravitz interpretou Rob, um homem branco - e considerado misógino por muitos - na história original. Na versão para os cinemas, em 2000, o papel foi vivido por John Cusack.

Escrita pelas roteiristas Veronica West e Sarah Kucserka, a versão da TV foi elogiada por repaginar uma história antes tida como masculina com uma protagonista negra e bissexual, trazendo assim a trama para perto de outros públicos, como o feminino e o LGBTQI+.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube