Zezinho Corrêa, da banda Carrapicho, tem piora em estado de saúde

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O quadro de saúde do cantor Zezinho Côrrea, 69, vocalista do grupo musical Carrapicho, apresentou uma piora no último domingo (24). Boletim divulgado por sua família nesta segunda-feira (25) informa que o artista voltou a ser sedado e a fazer o uso de medicações vasoativas e ventilação mecânica. Zezinho foi internado na UTI do hospital Samel, em Manaus, desde o dia 7 de janeiro após contrair Covid-19. No boletim, a família afirma que ele estava apresentando melhora nos últimos dias, e havia parado de utilizar aparelhos para ajudar a respirar. O cantor foi internado no hospital no dia 5 de janeiro, um dia após receber o teste positivo para coronavírus. No dia 4, ele havia sentido febre e dores no corpo. Em uma publicação feita no Instagram, a família Corrêa agradece todo o carinho dos fãs e torce para que logo a saúde do cantor melhore. "Nós da família Corrêa agradecemos de todo o coração por todas as mensagens de apoio, carinho e amor que estamos recebendo de fãs, amigos e admiradores do trabalho do nosso amado Zezinho Corrêa", diz a publicação. Além disso, a família do cantor também avisa na publicação que todas as informações oficiais sobre o estado de saúde de Zezinho serão divulgadas em suas redes sociais e apenas por eles. "Lembrando que todas as informações oficiais sobre o estado de saúde do nosso Zezinho Corrêa serão divulgadas somente em suas redes sociais apenas pela família". O grupo Carrapicho ficou famoso pelo Brasil e Europa com músicas como "Tic Tic Tac" e "Vermelho", nos anos 1990 com o álbum "Festa de Boi Bumbá". Apesar de terem se separado, os componentes do grupo se reuniram em 2014 para comemorar seus 30 anos de história.