Zezinho Corrêa, da banda Carrapicho, segue em estado grave após contrair Covid-19

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de saúde de Zezinho Corrêa, vocalista do grupo Carrapicho, é estável, mas continua grave, segundo informou nesta terça (12) a assessoria de imprensa da banda. O músico está internado na UTI do hospital Samel, em Manaus, desde o dia 7 após contrair a Covid-19. De acordo com informações da assessoria, Corrêa vem apresentando melhora em seu quadro de saúde. Na unidade hospitalar, ele respira com a ajuda de aparelhos. Família e amigos pedem oração pela recuperação do músico. Corrêa sentiu dores no corpo e febre na segunda-feira (4). Ele foi internado um dia depois, após fazer o teste para a Covid-19 e receber diagnóstico positivo. Famoso por hits como "Tic, Tic, Tac" e "Vermelho", o grupo Carrapicho fez sucesso no Brasil e na Europa nos anos 1990 com o álbum "Festa de Boi Bumbá". Apesar de ter se separado, o grupo retomou o trabalho em 2014 para comemorar os 30 anos de história. Na semana passada, a família de Corrêa usou as redes sociais para desmentir a notícia de que ele tivesse morrido, conforme chegou a circular na internet. "Notícia boa é para ser espalhada. Fake news devem ser repudiadas", diz nota publicada no Instagram do músico. "Nós, da família do Zezinho Corrêa, viemos, por meio desta, informar que ele está na UTI da Samel, intubado, mas se recuperando bem da Covid. Com 100% de saturação", informou a nota, na ocasião. "Agradecemos todas as mensagens de carinhos, força, apoio, orações para nosso mais amado Zezinho Corrêa", escreveram ainda. "Pedimos, por favor, mais empatia e respeito com a família que nesse momento segue exclusivamente voltada para a total recuperação do nosso querido."