Zezé di Camargo xinga Felipe Neto após youtuber cobrar posicionamento político: "Criado pela avó"

Stefanie Gaspar
·2 minuto de leitura
Zezé di Camargo critica Felipe Neto
Zezé di Camargo critica Felipe Neto

Logo após Felipe Neto criticar as lives de cantores sertanejos falando sobre amenidades no pior momento da pandemia da Covid-19 em território nacional, Zezé di Camargo rebateu as críticas e xingou o youtuber. O sertanejo defendeu seu direito de se abster politicamente, e afirmou que sempre esteve "do lado do povo" ajudando as pessoas. Em maio de 2020, Zezé di Camargo anunciou publicamente seu apoio a Jair Messias Bolsonaro, e afirmou que votaria novamente no atual presidente.

"O pior de tudo é ver um animador de festa infantil, menino criado com a vó, querer satisfação de uma classe de artistas que mais faz pelo povo brasileiro. Antes de cobrar alguma coisa, ele deveria levantar a carreira de cada um de nós e ver o quanto ajudamos as pessoas", afirmou Zezé di Camargo.

Leia também

O sertanejo afirmou que tem direito de pensar diferente de Felipe Neto, e não se pronunciou a respeito da pandemia de Covid-19. Até o momento, o Brasil atingiu a marca de 400 mil mortos, e o início da CPI da Covid coloca em movimento as investigações a respeito da responsabilidade do governo federal diante do número crescente de mortes e a falta de políticas públicas contra o vírus.

"Qual a experiência de vida desse pivete, comparada com a vida da maioria de nós do sertanejo? Se o sertanejo não fala sobre política como ele quer, é porque não pensamos como ele, uai! Qual o problema?", questionou.

Entenda o caso

Felipe Neto comprou uma briga com os cantores de sertanejo após criticar as lives que os artistas fazem bebendo. Ele falou que esses famosos deveriam se posicionar politicamente sem medo de perder dinheiro. O comentário foi feito em uma live no canal Prerrogativas nesta terça-feira (27).

“Quero parabenizar os artistas que usam seu espaço de maneira consciente. Todos os cantores que andam na contramão disso tudo, perdendo campanhas publicitárias, perdendo dinheiro”, disse Felipe. “Agora, quantos estão em silêncio? Cadê os artistas sertanejos? Estão fazendo o quê? Tem gente morrendo e a única preocupação é livezinha enchendo a cara", completou.

Além de liberdade de expressão e lives do meio artístico, o youtuber deu sua opinião sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a pandemia. Segundo ele, quem se cala é conivente com tudo que está acontecendo no Brasil.

"Vou repetir na cara de cantor, de atriz, de youtuber, de tiktoker: Se você tem um público de milhões de pessoas e opta por calar o diabo da boca, perante mortes… Não estamos falando de debate político, é sua obrigação como ser humano (…) Abre a porra da boca, irmão! Para de se esconder! Para de ter medo de perder dinheiro, perder seguidor. Seguidor é mais importante que vida, que a democracia do seu pais? Dinheiro é mais importante que tudo?”, disparou.