Zendaya quer que 'Euphoria' funcione como um canal de apoio

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Zendaya se pronunciou sobre os desdobramentos da segunda temporada de "Euphoria" em evento no Academy Museum of Motion Pictures, em Los Angeles, na noite desta quarta-feira (20). Para ela, a protagonista Rue pode funcionar como fonte de inspiração para que outras pessoas consigam se manter sóbrias.

"Eu fico muito emocionada porque me importo com ela [Rue], que representa muitas pessoas que necessitam de amor. Ela me representa e representa [o criador da série] Sam [Levinson]. Isso significa muito para mim e quero que as pessoas consigam se curar por meio dela", afirmou durante a reunião com o elenco.

No tapete vermelho, ela também disse à Variety que a temporada, apesar de densa, traz uma mensagem de esperança. "Nós levamos ela [Rue] por um caminho que imaginamos ser o fundo do poço, em um momento bastante sombrio, e tentamos deixar um senso de felicidade e alegria no final, em que há esperança para ela no final."

Ela ainda comentou que a intenção era mostrar que a protagonista ainda tem vontade de continuar tentando enfrentar o vício das drogas. "Espero que a gente consiga explorar a vida dela no futuro, próximo de um outro lado da sua jornada pela sobriedade", afirmou.

Quando a segunda temporada chegou ao serviço de streaming HBO Max, em janeiro, Zendaya, que ganhou um Emmy de melhor atriz por sua performance na produção, enfatizou para os fãs que a série não deveria ser vista por todos como entretenimento e que era importante respeitar os limites para cuidar da saúde mental.

"Euphoria" é indicada para maiores de 18 anos e trata de temas como dependência química, relacionamentos abusivos e violência de gênero.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos