Zelensky revela condições para negociar com Putin: 'Precisa parar de matar pessoas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Zelensky credit:Bang Showbiz
Zelensky credit:Bang Showbiz

Volodymyr Zelensky revelou estar aberto a negociar com Vladimir Putin caso o presidente da Rússia demonstre vontade de "parar com a guerra".

Em entrevista exclusiva concedida à jornalista Raquel Krähenbühl para o 'Fantástico', o líder ucraniano se mostrou disposto a conversar com Putin, desde que o Kremlin faça propostas, ao invés de "ultimatos".

"Para mim tanto faz quem estiver do outro lado, tanto faz quem é o líder lá [da Rússia], o importante é que exista a vontade de parar com a guerra, e de matar as pessoas por parte deles. Para isso, nem precisa sentar à mesa comigo. Isso é simples: é apenas cessar a guerra. Isso só depende da vontade deles. Se a Rússia seguir princípios democráticos, respeitando a gente, buscando um acordo sem dar ultimatos, então podemos conversar", afirmou o chefe de Estado.

Ainda na conversa, exibida pelo programa da Rede Globo no último domingo (24), Zelensky falou sobre o peso da responsabilidade de estar à frente de seu país durante o conflito.

"Eu sei que essa responsabilidade não é por acaso, e que precisa haver um resultado. Eu tenho a possibilidade de influenciar nos processos que estão levando à nossa vitória e à renovação da nossa independência", declarou.

O presidente diz acreditar que a população precisa se sentir assegurada de que não está lutando à toa.

"Essas pessoas têm esperança de que o que perderam não seja em vão. Teve quem perdeu pessoas próximas, teve quem deu seu sangue. Elas querem ouvir que isso não foi dado à toa. Foi feito para que as próximas gerações tenham uma vida feliz", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos