Zeca Pagodinho vira candidato à presidência na internet após live do Dia das Mães

Zeca Pagodinho: o presidente que pode unir o Brasil? (reprodução)

Zeca Pagodinho se rendeu aos muitos pedidos e fez a sua live neste domingo (10) de Dia das Mães. Atingindo mais de 750 pessoas simultaneamente, o sambista enfileirou hits da sua carreira, como Vai Vadiar, Deixa a Vida me Levar, Coração em Desalinho, e não bebeu em nenhum momento - com medo de uma represália do Conar, o Conselho Nacional Auto Regulamentação Publicitária.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Toda vez que coloco a mão no copo, vejo que é água. Estou tremendo. Primeira vez que passo por isso. Mas tem que respeitar", disse Zeca, que contou com o patrocínio da sua marca favorita de cerveja na apresentação. Sóbrio, o cantor se manteve bem distante dos músicos da banda e pediu doações para a campanha Mães da Favela, realizada pela CUFA (Central Única das Favelas).

Leia também

Ao se manter dentro das regras durante a apresentação, Zeca ganhou muitos elogios. Na internet, fãs relembraram as suas ações sociais em Xerém, distrito de Duque de Caxias onde vive, ilustrando como o artista sempre se demonstrou preocupado com os problemas ao seu redor. Nesta linha, muitos se empolgaram e passaram a pedir seu nome como presidente da república - brincadeira que persiste até a manhã de hoje (11).

Em tempos de polarização política, o sambista mostrou que ainda é capaz de unir pessoas de todos os credos (com "Oxum", Zeca homenageou as religiões afro-brasileiras, vítimas de intolerância no país há mais de um século) e classes sociais graças ao seu talento e simpatia. Um belo consolo: em tempos tão difíceis, ao menos a instituição Zeca Pagodinho mostrou neste domingo (10) que segue funcionando - mesmo sem álcool.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.