Zeca Pagodinho, D2 e mais celebram Cosme e Damião; conheça mais

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Imagem de Zeca Pagodinho entre Cosme e Damião (Foto: reprodução / instagram @zecapagodinho)
Imagem de Zeca Pagodinho entre Cosme e Damião (Foto: reprodução / instagram @zecapagodinho)

Dia 27 de setembro é dia dos santos gêmeos mais queridos pelos brasileiros, São Cosme e São Damião. Famosos como Zeca Pagodinho e Marcelo D2, além do influenciador Rafael Vicente, compartilharam sobre a data nas redes sociais.

Leia também:

“Salve as Crianças! É dia de agradecer a São Cosme e São Damião por tudo de bom que há em nossas vidas! Também é momento de celebrar a alegria e a força dos erês - as crianças do axé -, distribuindo doces ou preparando aquele caruru delicioso! Quem aí já é bem grandinho, mas ainda ama receber um saquinho de doce de Cosme e Damião?”, perguntou o pagodeiro.

Pela ligação dos santos com crianças, eles mesmos eram jovens quando morreram, é tradicional distribuir doces para comemorar a data. “Bom dia meus cria… Desejo uma semana de muita paz e luz pra vocês! Cabeça erguida e salve Cosme e Damião”, comentou Marcelo D2.

O influenciador Rafael Vicente, brincou com o preconceito que algumas pessoas têm com a data. No sincretismo religioso, a festa nos terreiros de religiões de matriz africana é para os Erês, que são entidades espirituais crianças.

“Passo mal que tem gente q tem medo de pegar doce de são Cosme e Damião e eu, quando era criança, ficava nesse estado aqui”, escreveu com a imagem de um menino sujo de comer muitos doces.

Conheça os santos e orixás

No catolicismo, Cosme e Damião, nasceram por volta de 260 na Arába, em uma família nobre. Após anos de estudo na Síria eles se tornaram médicos e ficaram conhecidos por seus atendimentos gratuitos e a melhora dos pacientes.

A dupla, que evangelizava enquanto atendia, foi acusada de feitiçaria pelo imperador romano Diocleciano e condenados à morte por apedrejamento e flechadas. Após a sessão eles não morreram e foram novamente condenados, mas desta vez à fogueira.

Novamente os irmãos não morreram e o imperador, furioso, mandou que eles fossem afogados. A lenda diz que Cosme e Damião foram salvos da morte por anjos. Por fim, o monarca ordenou que suas cabeças fossem cortadas.

Para os membros de religiões de matriz africana, como o candomblé e a umbanda, são celebrados todos os espíritos, as entidades, crianças. Ibejis ou Erês eram invocados por pessoas escravizadas no Brasil em nome dos santos para enganar os senhores de engenhos. No Candomblê os gêmeos são os filhos de Xangô e Iansã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos