Zayn Malik volta a criticar o Grammy e pede o fim dos comitês secretos

Catharina Dourado
·2 minuto de leitura
O cantor lançou o disco
(Reprodução / Youtube)

Em meio aos anúncios dos vencedores do Grammy deste ano, Zayn Malik tuitou novas críticas à Recording Academy, organização responsável pelo prêmio, neste domingo (14).

“A Academia está se movendo em centímetros e precisamos nos mover em milhas. Estou mantendo a pressão e lutando por transparência e inclusão. Precisamos ter certeza de que estamos honrando e celebrando a ‘excelência criativa’ de todos. Acabem com os comitês secretos. Até então… f*da-se o Grammy”, escreveu o cantor.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na última terça-feira (9), Zayn fez duras críticas ao processo de seleção dos indicados à premiação. “F*da-se o Grammy e todos os associados. A menos que você aperte as mãos e envie presentes, não há considerações para uma indicação. No próximo ano, enviarei a vocês uma cesta de doces”, desabafou o cantor no Twitter.

Minutos depois, ele explicou que o tweet “não era pessoal ou sobre elegibilidade, mas sobre a necessidade de inclusão, a falta de transparência do processo de indicação e o espaço que cria e permite o favoritismo, racismo e políticas de relacionamento para influenciar o processo de votação”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Vale ressaltar que Zayn nunca concorreu ao Grammy e seu recente álbum, “Nobody is Listening”, não estava elegível para a premiação deste ano. O disco foi lançado em janeiro, quando os indicados já haviam sido anunciados.