Zac Efron volta para casa após adoecer durante gravação de reality show

Jane Wardell


Zac Efron confirmou nesta segunda-feira, 30, que recentemente ficou doente enquanto filmava um reality show de sobrevivência em Papua Nova Guiné, país da Oceania.

A mídia australiana noticiou que o ator de 32 anos foi levado à Austrália de helicóptero para ser tratado de uma infecção bacteriana, possivelmente febre tifoide, em meio às gravações de Killing Zac Efron. A doença é transmitida por alimentos e água contaminada e mata de 216 mil a 600 mil pessoas no mundo a cada ano.

Em uma publicação no Twitter, acompanhada de uma foto com famílias de Papua Nova Guiné, Efron disse estar em casa "para as festas com meus amigos e familiares".

"Muito agradecido a todos que se solidarizaram", disse ele. "Realmente, fiquei doente em Papua Nova Guiné, mas me recuperei logo e encerrei três semanas incríveis em P.N.G."

No domingo, Glenn McKay, médico do Medical Rescue Group, disse ao jornal Daily Telegraph que não podia falar sobre informações confidenciais de um paciente, mas que podia confirmar "que a Medical Rescue transferiu um cidadão norte-americano na casa dos 30 anos de PNG a Brisbane para atenção médica recentemente". O jornal noticiou que médicos autorizaram Efron a voar para casa, em Los Angeles, na véspera de Natal.

O reality show Killing Zac Efron está sendo divulgado como um programa de aventura no qual o astro de High School Musical se arrisca "nas profundezas das selvas de uma ilha remota e perigosa para marcar seu nome na história das expedições". A atração foi encomendada pela plataforma de conteúdos Quibi, que deve ser lançada em abril.

Efron já havia publicado imagens nas redes sociais em que aparece em uma canoa no Rio Sepik e viajando ao vilarejo de Yanchan para assistir a uma cerimônia tradicional de esfolamento.