Zac Efron diz que fratura na mandíbula provocou mudança em seu rosto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Zac Efron, 34, comentou pela primeira a transformação que sofreu no rosto em 2021 e atribuiu a mudança a uma fratura na mandíbula. A lesão seria resultado de uma queda quando ele corria de meia em sua própria casa, contou à revista Men's Health.

A alteração no rosto do ator foi percebida pela primeira vez em abril de 2021, o que levantou suspeitas de que o astro teria se submetido a uma cirurgia plástica para deixar as feições mais fortes. No mês seguinte, no entanto, um amigo negou o procedimento.

Efron explicou apenas agora e disse que escorregou, bateu no canto de uma fonte de granito, desmaiou e acordou com o "osso do queixo pendurado". Durante a recuperação, seus músculos faciais teriam ficado "muito, muito grandes" para compensar a lesão.

O ator, famoso por filmes como "High School Music" e "Hairspray", disse que soube por sua mãe dos boatos de plástica, mas não ligou já que prefere sempre ficar longe das redes. Ele, no entanto, passou por fisioterapia para neutralizar a mudança em seu rosto.

"Se eu valorizasse o que outras pessoas pensam de mim a medida em que elas pensam que eu valorizo, eu definitivamente não seria capaz de fazer esse trabalho", afirmou o ator à publicação. Ele também já tinha quebrado o maxilar em 2013.

Efron revelou ainda outras lesões que sofreu, no ombro, no punho e nas costas, mas essas em decorrência de treinos pesados para o filme "Baywatch". Os esforços físicos também teriam provocado depressão e insônia. Segundo ele, seis meses após as gravações, os problemas presistiam.

Outra revelação feita pelo ator foi a convivência com agorafobia, que corresponde ao medo de lugares públicos. "Eu simplesmente não saio", afirmou ele, que classificou "pessoas em grandes grupos" como um "gatilho" para seu transtorno de ansiedade.