Zé Felipe e Leonardo cantam jingle e se posicionam a favor de Bolsonaro

***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP - O cantor Leonardo. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP - O cantor Leonardo. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Conforme vai chegando o momento do voto no próximo domingo (2), mais artistas vão se posicionando a favor de um ou de outro candidato. Depois de Neymar cantar um jingle a favor de Bolsonaro, agora foi a vez dos sertanejos Leonardo e Zé Felipe demonstrarem apoio ao atual presidente.

Em vídeo que circula pelas redes sociais, é possível ver pai e filho cantando uma música que diz: "Quem vai ganhar a eleição é quem não está lá na prisão. Presidente e capitão". No meio de cada trecho, eles parecem dizer a letra "B", referência a Bolsonaro.

Antes deles, já haviam se posicionado nomes como o cantor Zé Neto, que nunca escondeu sua adoração pelo atual mandatário. E também o cantor Latino, que foi outro a fazer coreografia do jingle de Bolsonaro.

O jogador de futebol e ex-namorado de Bruna Marquezine Neymar declarou seu apoio a Bolsonaro na tarde desta quinta-feira (29). Com isso, a atriz acabou sendo criticada nas redes sociais por eleitores de direita.

"Confio mais em Neymar", comentou um deles em resposta a um vídeo no qual ela faz a letra "L". "Beleza não é sinônimo de inteligência, agora entendi por que o Neymar não quis mais ela", escreveu outra seguidora.

Tudo isso aconteceu depois de o candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ganhar mais um vídeo de apoio repleto de celebridades da TV e da música com o slogan "vira vira voto". Bruna Marquezine, Malu Mader, Felipe Camargo, Sérgio Guizé e Ziraldo estão entre eles.

Assim como no vídeo anterior, os artistas mudam o sinal de arma com a mão, uma referência a Bolsonaro, para um "L" de Lula. A letra da música, além do refrão "vira vira voto, vira vira vira", fala de "resistência e esperança". "Olhe pro futuro, dê um lápis e tire a arma da criança", afirma.