YouTube suprime canais oficiais do cantor R. Kelly

·1 minuto de leitura
O cantor R. Kelly lors durante audiência em Chicago em 17 de setembro de 2019 (AFP/POOL)

A plataforma de vídeos YouTube retirou do ar os canais oficiais do cantor americano R. Kelly, condenado por crimes sexuais no fim de setembro.

"Podemos confirmar que eliminamos dois canais vinculados a R. Kelly, de acordo com nossas normas sobre a responsabilidade dos criadores", afirmou um porta-voz do YouTube à AFP.

O perfil do cantor de R&B ainda pode ser acessado no serviço de streaming de áudio YouTube Music, onde o artista tem 137.000 seguidores.

A plataforma, que pertence ao Google, diz que uploads feitos por terceiros antes da eliminação dos dois canais oficiais de R. Kelly podem ser acessados. Tampouco pretende eliminar os vídeos do cantor compartilhados por outros usuários.

Os álbuns e canções do artista condenado pela justiça também continuam disponíveis em outras plataformas de streaming, como Apple Music, Spotify ou Amazon Music.

R. Kelly, de 54 anos, foi condenado por um tribunal de Nova York por comandar durante anos uma rede para explorar jovens sexualmente, incluindo menores de idade.

A sentença será anunciada em 4 de maio de 2022. Atualmente, o cantor está em prisão preventiva.

dho/jum/dax/dga/yo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos