Xuxa revela pedido inusitado na hora do sexo: "Queriam que cantasse 'Quem Quer Pão'"

Xuxa Meneghel. Foto: reprodução/Instagram/xuxamenegheloficial

Convidada do “Conversa com Bial” na última sexta-feira (22), Xuxa Meneghel relembrou momentos marcantes da carreira e compartilhou um pouco de sua intimidade no papo com o apresentador. Uma das revelações da Rainha dos Baixinhos diz respeito a sua vida amorosa: segundo ela, alguns “altinhos” fantasiavam com a estrela de TV.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

“Muita gente chegava perto de mim porque queria chegar perto daquela pessoa que estava na televisão. E isso me deixava muito mal. Chegou ao ponto de na transa o cara virar pra mim e falar: ‘Canta Quem Quer Pão’”, declarou a loura, para diversão de Bial.

Leia também:

Segundo Xuxa, houve também quem quisesse imitar seu famoso penteado, com chuquinhas no alto da cabeça, bem na hora H.

A apresentadora, que trocou a Globo pela Record há cinco anos, comentou ainda sua relação com Sasha e o desejo de ter netos. Aos 57 anos, ela já manifestou sua vontade para a filha: “Eu quero netos. Falo pra Sasha: ‘Sem pressão, minha filha. Mas vamos rápido, porque eu quero brincar, pegar no colo, jogar pra cima’”.

Xuxa avaliou ainda seu trabalho como apresentadora infantil nos anos 80. “Se você parar pra pensar e ver meus programas, 80% das coisas que eu fazia no ‘Xou da Xuxa’ era politicamente incorreto. Da maneira como eu falava com as crianças, coisas que eu fazia, o jeito que eu me vestia, às músicas que tocavam. Eu teria sido crucificada se tivesse feito isso hoje em dia”, analisou.

Ela reconhece que as roupas usadas no palco eram bem cavadas. E explica que a intenção não era sexualizar as crianças. “Pra seguir a moda, eu tinha que seguir a coisa sensual e sexual. Eu não estava querendo sensualizar, sexualizar ou estimular isso para as crianças, mas se eu não fizesse isso estaria fora do que estava acontecendo diariamente da porta pra fora. Todo mundo fazia isso na praia, na piscina, nas músicas, videoclipes, na TV, nas aberturas de novela”, argumentou.