Xuxa critica Damares Alves e defende homossexuais: “Não é escolha”

Xuxa usou fala de ministra Damares para falar sobre homofobia (reprodução/instagram @xuxameneghel)

Xuxa soltou o verbo nessa sexta-feira (29) em uma live no Instagram. A apresentadora da Record TV criticou falas da ministra da mulher e direitos humanos Damares Alves e criticou quem usa o nome de Deus para espalhar ódio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

“Outro dia uma ministra falou sobre princesas que são lésbicas por ficarem sozinhas, como uma coisa pejorativa. Isso não é uma escolha, é condição. Escolha é quando alguém é casado, e escolhe beijar outra pessoa, por exemplo. Nascer menino e beijar menino isso é uma condição”, afirmou durante um bate papo da revista ‘Harper's Bazaar Brasil’

Leia também

A loira ainda completou: “Tem gente que diz que (homossexualidade) é coisa do Diabo e fico pensando: ‘Como elas dizem isso? Elas não têm o direito de se meter. Não tem o direito de falar isso de outro ser humano.’”

Xuxa também foi dura ao defender outras minorias pelas quais milita. “Temos que botar a homofobia, o racismo, a violência contra criança como uma coisa exacerbada. Nós não podemos julgar as pessoas, não podemos nos meter na vida das pessoas e precisamos proteger os mais frágeis: crianças, velhos, e outros”, destacou.

A mãe da Sasha também comentou a polarização política que vem afastando pessoas no país há alguns anos. “Respeitem se as pessoas são de esquerda, direita ou centro na política. Tem gente que aprende (a ter respeito) com tempo, mas tem gente que não. Tem a ver com o caráter também”, ressaltou.

Vegana e militante da causa, ela contou que recebe críticas em nome de Deus a sua causa. “Falo de veganismo e as pessoas usam a bíblia para defender. Dizem que tem que comer sim animal, e digo que Deus é amor; que na bíblia diz que temos que amar uns aos outros, que não podemos matar”, concluiu.