Xuxa é acusada de calúnia por ex-diretora e empresária Marlene Mattos

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.12.2019: Cantora Xuxa Meneghel durante a 17ª edição do Natal do Bem, no Palácio Tangará. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.12.2019: Cantora Xuxa Meneghel durante a 17ª edição do Natal do Bem, no Palácio Tangará. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Xuxa, 58, é acusada de calúnia pela sua ex-diretora e empresária Marlene Mattos. As duas trabalharam juntas por cerca de 20 anos na Globo. O motivo da ação foi uma entrevista que a apresentadora deu para a revista Veja, em janeiro.

Ao ser questionada se antes de assumir o controle da sua carreira e dos negócios ela teria levado muitos golpes, Xuxa respondeu que "poderia ser duas ou três vezes mais rica" e que foi "enganada, usada, manipulada, roubada".

"Quando falo disso, vem logo a imagem da Marlene, mas não foi só ela. Insisto em dizer que confiei demais em todas as pessoas próximas a mim. Fui passada para trás por coreógrafo, maquiador, fotógrafo. Digo, sem vergonha, que fui inocente, boba, burra mesmo", afirmou ela.

De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, Mattos registrou um boletim de ocorrência na 42ª DP, no Rio, no dia 29 de janeiro, em que cita o trecho da entrevista. No final de março, a acusação foi encaminhada ao 9º Juizado Especial Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio.

Procurada, a assessoria de Xuxa não se pronunciou até a conclusão deste texto.