Xbox: União Europeia se prepara para contestar aquisição da Activision Blizzard

A União Européia (UE) planeja enviar uma declaração de objeções à Microsoft em relação à aquisição da Activision Blizzard.

Fontes familiarizadas com o assunto disseram à Reuters que a Microsoft deve receber uma notificação antitruste da UE sobre a aquisição da publisher de Call of Duty e World of Warcraft por US$ 68,7 bilhões. Com isso, a UE se torna mais uma da lista crescente de organizações que levantam preocupações sobre o acordo.

A declaração de acusações deve ser enviada nas próximas semanas, embora a Microsoft aparentemente tenha afirmado que está confiante no sucesso do negócio. "Continuamos a trabalhar com a Comissão Europeia para resolver quaisquer preocupações do mercado", afirmou. "Nosso objetivo é trazer mais games para mais pessoas, e este acordo irá promover esse objetivo."

O acordo também foi examinado em outros lugares, inclusive pelo CADE, além do Departamento de Justiça dos EUA e, claro, a Comissão Federal de Comércio dos EUA, que decidiu processar para bloquear o acordo em dezembro.

A autoridade de Competições e Mercados do governo do Reino Unido também foi forçada a estender a investigação sobre o acordo no início deste mês devido à complexidade e às longas respostas fornecidas pela Microsoft e pela Sony.

Em uma dessas respostas divulgadas no início de outubro, a Microsoft disse essencialmente que o PlayStation é grande demais para falhar, mesmo que adquirisse esses jogos, e que a Sony já tem muito mais exclusivos de qualquer maneira.

**Traduzido...

Xbox: União Europeia se prepara para contestar aquisição da Activision Blizzard
Leia Mais

Xbox: Google e Nvidia se juntam à Sony contra aquisição da Activision Blizzard
Xbox: Confirmada duração do Developers_Direct, novo evento da marca
Xbox: Audiências finais sobre aquisição da Activision Blizzard já tem data para acontecer, com possibilidade de adiamento