Woody Allen anuncia que vai se aposentar após lançar seu próximo filme

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Woody Allen, um dos maiores cineastas do mundo, anunciou que vai se aposentar após lançar seu próximo longa, que será o 50º da sua carreira. Ele confirmou a informação em entrevista ao jornal espanhol La Vanguardia.

"Minha ideia, a princípio, é parar de fazer filmes e focar em escrever histórias. Agora estou pensando em um romance", disse ele ao jornal.

Não é de hoje que Allen fala em se aposentar. Em declaração ao ator Alec Baldwin, numa entrevista publicada em junho, o cineasta havia dito que provavelmente só faria mais um filme. "A emoção já se foi", afirmou.

Ele completou dizendo que estava desiludido com o fechamento de salas de cinema e a proliferação de serviços de streaming. "Agora você faz um filme e passa algumas semanas em algum cinema. Talvez seis ou quatro semanas e então vai direto para streaming ou pay-per-view. Não é a mesma coisa, não é mais tão agradável para mim", disse ele na época.

Seu próximo longa vai se passar em Paris. Allen afirmou que a produção será parecida com "Ponto Final: Match Point", dirigido e escrito por ele, e lançado em 2005. O filme, segundo o cineasta, será "emocionante, dramático e sinistro".

A carreira de Allen vem passando por altos e baixos nos últimos anos. O cineasta —que é casado com Soon-Yi Previn, filha de Mia Farrow, ex-mulher do diretor— protagoniza uma polêmica desde a década passada quando, em um artigo publicado no jornal The New York Times em 2014, Dylan Farrow, hoje com 36 anos, relata que sofreu abusos quando era criança.

Segundo ela, o diretor teria levado a filha adotiva até o sótão da casa em que morava e lá a teria estuprado enquanto a menina brincava com o trem elétrico de um de seus irmãos.

A Amazon Studios engavetou um filme do cineasta alegando que ele teria sabotado o futuro do longa com seus comentários sobre as acusações. O cineasta processou a empresa.

Allen também teve problemas com editoras de livros. A Hachette, por exemplo, cancelou a publicação de seu livro de memórias, que depois foi adquirido pela Arcade.

Allen já se aventurou pela escrita algumas vezes. "Zero Gravity", lançado neste ano, reúne textos que o cineasta publicou na revista New Yorker, além de um conto original. Ele já lançou também uma autobiografia, o livro "Cuca Fundida", com textos curtos que mesclam humor, culpa e sexo, além de outras obras.