The Witcher: A Origem tem as piores notas de audiência da franquia

A mais nova obra do universo de The Witcher da Netflix, The Witcher: A Origem, conta a história do primeiro bruxo do universo criado por Andrzej Sapkowski. No entanto, a minissérie tem as piores notas de audiência da franquia.

No portal Rotten Tomatoes, que agrega reviews de críticos e da audiência, o prequel tem 33% de avaliações positivas de profissionais e apenas 10% da audiência.

Nem mesmo a presença de Michelle Yeoh, de Tudo Em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo (um dos melhores filmes de 2022), foi o bastante para segurar as críticas negativas que, em sua maioria, reclamam que a série não segue a obra original de Sapkowski. Há ainda reclamações sobre a saída de Henry Cavill da série regular.

Nós tivemos a chance de conversar com o elenco da minissérie, que conta os eventos que levaram à criação do primeiro Witcher e também à conjunção das esferas.

Estrelada por Michelle Yeoh, Sofia Brown e Laurence O'Fuarain, The Witcher: A Origem tem quatro episódios já disponíveis na Netflix.

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch! | Siga João Paes Neto no Instagram e Twitter.

The Witcher: A Origem tem as piores notas de audiência da franquia
Leia Mais

The Witcher: A Origem - O que esperar da série que narra a história do primeiro bruxo?
The Witcher: Blood Origin ganha trailer oficial cheio de emoção
The Witcher: A Origem recebe data de lançamento na Netflix; confira detalhes da série prequel