Will Smith relembra abordagens racistas de policiais na adolescência: "eu era parado frequentemente"

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Will Smith no podcast On 1 With Angela Rye (reprodução)
Will Smith no podcast On 1 With Angela Rye (reprodução)

Will Smith concedeu entrevista ao podcast ‘On One With Angela Rye’. Refletindo sobre o movimento Black Lives Matter e o assassinato de George Floyd (cidadão negro estadunidense sufocado até a morte por um policial branco), ele relembrou episódios de racismo sofridos na adolescência.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Eu cresci na Filadélfia (cidade do estado da Pensilvânia), com o prefeito Frank Rizzo (que ocupou o posto de 1972 a 1980), que foi de chefe de polícia a prefeito e tinha uma mão de ferro. Fui xingado por policiais em mais de 10 ocasiões. Eu era parado frequentemente por eles. Então eu compreendo como é estar em situações como essas com a polícia”, relembrou o ator durante a entrevista.

Leia também

O ator celebrou o momento em que tantas manifestações antirracistas ocorrem pelo mundo. "Estamos em um contexto em que nunca estivemos antes. O mundo inteiro está se posicionando e dizendo aos negros que eles são vistos e oferecendo ajuda. Nunca tivemos isso antes”, afirmou.

Ainda assim, ele pediu que os manifestantes controlem a raiva. “Protestos pacíficos servem como um espelho para a imagem demoníaca dos opressores. Quanto mais pacíficos forem os protestos, mais clara estará o reflexo do opressor, para que eles mesmos e o mundo inteiro vejam quem eles são", refletiu.

Descartando a erradicação do racismo, o ator de 51 anos vê o mundo em evolução. “Eu estou crente na evolução da minha comunidade e na evolução do meu país e depois do mundo, rumo à maior harmonia que já conseguimos criar. Sou feliz de estar vivo e oferecendo os meus serviços durante essa época”, concluiu.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.