Will Smith quis matar o pai por causa de violência doméstica

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
BEVERLY HILLS,CA - MARCH 23:   Actor Will Smith and father Willard Smith attend the 2002 Tree of Life Awards on March 23, 2002 at Beverly Wilshire Hotel in Beverly Hills, California. (photo by Ron Galella/Ron Galella Collection via Getty Images)
Will Smith e o pai Willard Smith em evento realizado em 2002 (Foto de Ron Galella/Ron Galella Collection via Getty Images)

Resumo da notícia:

  • Will Smith quis matar o próprio pai em vingança por causa de um episódio de violência doméstica traumatizante

  • Quando era criança, o ator viu a sua mãe ser agredida por um pai com um violento soco

  • "Quando criança eu sempre disse a mim mesmo que um dia vingaria minha mãe", disse ele

Além de admitir crush em colegas de trabalho quando era casado com a sua primeira esposa, Will Smith conta em seu novo livro que pensou em matar o próprio pai, Willard. Em trechos obtidos pela revista People, o astro de 53 anos relembra um episódio em que ele agrediu a sua mãe - um trauma que gerou uma vontade de vingança.

“Meu pai era violento, mas ele também estava em todos os jogos, peças e recitais. Ele era alcoólatra, mas estava sóbrio em todas as estreias de cada um dos meus filmes”, conta o ator no livro. “Ele ouvia todas as gravações. Ele visitou todos os estúdios. O mesmo perfeccionismo intenso que aterrorizava sua família colocava comida na mesa todas as noites da minha vida", continuou.

Leia também:

Will conta o episódio da agressão do pai contra a mãe, a professora Caroline Bright, em detalhes. "Quando eu tinha nove anos, vi meu pai socar minha mãe na lateral da cabeça com tanta força que ela desmaiou. Eu a vi cuspir sangue. Aquele momento, naquele quarto, provavelmente mais do que qualquer outro momento da minha vida, definiu quem eu sou”, disse o ator.

NEW YORK, NY - APRIL 03:  (L-R) Will Smith and Caroline Bright Smith attend the
Will Smith ao lado da mãe Caroline Bright em evento realizado em 2013 (Foto de Johnny Nunez/WireImage)

O astro nunca se perdoou por não ter defendido a sua mãe. “Dentro de tudo o que fiz desde então - os prêmios e elogios, os holofotes e a atenção, os personagens e as risadas - houve uma sutil série de desculpas à minha mãe pela minha inércia naquele dia. Por falhar com ela no momento. Por não ter conseguido enfrentar meu pai. Por ser um covarde", revelou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Muitos anos depois, Willard foi diagnosticado com câncer. Vendo o pai fragilizado, Will Smith cogitou matá-lo. “Uma noite, enquanto eu delicadamente o empurrava de seu quarto em direção ao banheiro, uma escuridão surgiu dentro de mim. O caminho entre os dois quartos passa pelo topo da escada. Quando criança eu sempre disse a mim mesmo que um dia vingaria minha mãe", contou o astro. "Que quando eu fosse grande o suficiente, quando eu fosse forte o suficiente, quando eu não fosse mais um covarde, eu iria matá-lo.”

O ator, no entanto, não teve coragem de matar o seu pai - que acabou falecendo por causa da doença em 2016. “Eu fiz uma pausa no topo das escadas. Eu poderia empurrá-lo para baixo, e facilmente sair impune. À medida que as décadas de dor, raiva e ressentimento recuavam, eu balancei a cabeça e continuei a levá-lo ao banheiro", finaliza Will no livro.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos