Whindersson Nunes mostra petróleo no pé após passeio em praia

Whindersson e Luísa estão de férias em Alagoas (reprodução / instagram @whinderssonnunes)

Whindersson Nunes e Luísa Sonza estão de férias no Nordeste e mostraram uma triste realidade do litoral da região no último mês.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“Acabei de postar um vídeo com as datas (dos shows) e todo mundo achando muito bonita a praia e falando: 'que legal que o óleo não chegou aí'. Por bem, vou mostrar para vocês um casal de fãs que eu pedi para tirar uma foto de como os pés deles ficaram após uma caminhada na praia", começou contando aos seguidores.

Leia também

"Eu e a Luísa descemos para ver o mar, não caminhamos muito e já sentamos. Quando os fãs vieram mostrar o pé e o tanto de óleo, eu e Luísa olhamos os nossos pés e caramba, tinha óleo também. Para vocês verem como está a situação”, contou o humorista aos seguidores.

Entenda

No caso do óleo no Nordeste, assusta a velocidade com que os desejos avançam pela costa, em contraste com a sonolência das autoridades que esperaram 50 dias para agir. As manchas ameaçam santuários naturais, a atividade pesqueira e destinos turísticos.

Ninguém sabe mensurar as consequências da tragédia, mas ela já começa a ser contada em toneladas.

Enquanto procura culpados (a Venezuela, as ONGs, os povos indígenas?) com uma lente e com a outra tenta apagar os incêndios envolvendo os filhos dentro do próprio partido, Bolsonaro lava as mãos sujas de óleo e embarca para o Japão sem demonstrar grandes preocupações com a tragédia na área dos “paraíbas”, como ele se referiu aos governadores da região.

Sem a mesma letargia, o Ministério Público Federal em Pernambuco acionou a Justiça para que o Ibama e a União adotem medidas para contenção e recolhimento do óleo na zona costeira do estado.

A preocupação se deve ao alcance do óleo em ecossistemas sensíveis, como manguezais, áreas de estuário e recifes de corais, demonstrados no Atlas de Sensibilidade Ambiental ao Óleo do Litoral de Pernambuco e o Mapeamento Ambiental para Resposta à Emergência no Mar (Marem).

Entre as áreas afetadas pelo material estão as areias de São José da Coroa Grande (PE) e a Praia dos Carneiros, em Tamandaré (PE). Recifes de corais, importante ecossistema em âmbitos regional e global, e considerado o mais diversificado habitat marinho do mundo, estão ameaçados.