Whindersson Nunes estreia nicho de combates entre famosos e lutadores com Popó

·2 min de leitura
Popó acerta Whindersson Nunes durante luta principal do Fight Music Show. Foto: Imagem: Divulgação/Ricardo Franzen/Fight Music Show
Popó acerta Whindersson Nunes durante luta principal do Fight Music Show. Foto: Imagem: Divulgação/Ricardo Franzen/Fight Music Show

Você pode até achar estranho juntar um pugilista profissional com um youtuber dentro de um octógono, mas foi exatamente o que aconteceu na noite do último domingo (30) com a luta entre o pugilista profissional Acelino "Popó" Freitas e o influenciador Whindersson Nunes.

Unir famosos com lutadores profissionais para lutas é uma febre fora do Brasil e o nicho fez sua estreia com o youtuber de 27 anos e o tetracampeão mundial de boxe. Além da luta, o clima de festa em Balneário Camboriú foi garantido com apresentações musicais de Wesley Safadão e a presença de famosos como Caio Castro, GKay e Zé Roberto na plateia. Tirulipa ficou a cargo do papel de anfitrião da noite.

Caio Castro foi um dos famosos que acompanharam a luta em Balneário Camboriú (Foto: Leco Viana/Brazil News)
Caio Castro foi um dos famosos que acompanharam a luta em Balneário Camboriú (Foto: Leco Viana/Brazil News)

A mãe de Whindersson, Dona Valdenice, até que tentou proteger o filho e pediu para Popó não machucar seu filho, mas isso não ajudou muito o filho em luta: embora Whindersson tenha treinado 5 anos boxe em preparação para eventos do gênero, Popó dominou a luta, obrigando a arbitragem a encerrar alguns rounds antes da hora para que Whindersson permanecesse apto a continuar lutando.

Ainda assim, o youtuber merece crédito: ele aguentou firme as pancadas e até conseguiu desferir alguns gopes em Popó, mas nada foi suficiente para impedir que o tetracampeão mundial de boxe levasse a melhor na luta.

De acordo com entrevista do influenciador para o podcast 18k, o prêmio da luta é de R$ 12 milhões, além do valor faturado com as vendas do pay-per-view de quem assinou o serviço para acompanhar a luta. E acredite, a visualização on-demand faz diferença: segundo a empresa que organizou o evento, foram mais de 200 mil cotas de pay-per-view vendidas, resultando um lucro de R$ 13 milhões.

Além do entretenimento, que definitivamente foi servido para fãs e celebridades que assistiram a luta online e presencialmente, os valores da luta foram muito bons para ambos os combatentes. E se depender de Popó, já tem embate vindo num futuro próximo: ele já desafiou o campeão José Aldo para uma luta! E você já sabe quem vai torcer nessa possível luta?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos