The Weeknd será atração do show do intervalo do Super Bowl

·2 minuto de leitura
O artista canadense The Weeknd será a atração principal do show do intervalo do Super Bowl da NFL
O artista canadense The Weeknd será a atração principal do show do intervalo do Super Bowl da NFL

O cantor canadense The Weeknd será a principal atração do show do intervalo do Super Bowl desta temporada da NFL, anunciou a liga de futebol americano nesta quinta-feira (12), um cobiçado palco que certamente terá que lidar com restrições devido à pandemia.

A escolha para o show que acontecerá em Tampa, Flórida, no dia 7 de fevereiro, dialoga com os esforços recentes do esporte para acomodar artistas mais jovens e ecléticos, deixando para trás a reputação de priorizar apresentações de rock clássico.

"Todos nós crescemos assistindo às maiores apresentações do mundo no Super Bowl e só era possível sonhar em estar lá", comemorou The Weeknd, 30 anos, em um comunicado.

"Estou emocionado, honrado e extasiado por ser a atração deste palco único nesse ano", continuou o cantor, cujo nome verdadeiro é Abel Tesfaye, conhecido por sucessos como "Blinding Lights" e "Starboy", uma colaboração com a banda de música eletrônica francesa Daft Punk.

Trata-se da segunda parceria da NFL com a Roc Nation, empresa do magnata do hip hop Jay-Z para produzir o popular show do intervalo do Super Bowl.

Em 2019, Jay-Z foi convidado pela NFL para produzir o espetáculo, um dos shows pop mais assistidos do mundo, que a liga afirma ter o intuito de promover a justiça social.

Jay-Z fez questão de mover a NFL do protesto para a ação, após as dificuldades encontradas pela liga para que os artistas concordassem em se apresentar no show do intervalo em 2019 devido ao tratamento dado ao ex-quarterback do San Francisco 49ers Colin Kaepernick, cujo protesto de ajoelhar-se contra a injustiça social durante o hino americano antes das partidas criou enorme polêmica e rebuliço social.

The Weeknd apoiou publicamente o movimento Black Lives Matter e doou 200.000 dólares para a campanha de defesa legal de Kaepernick depois que George Floyd, um homem negro, foi assassinado sob custódia policial em maio.

Ainda não está claro como a pandemia afetará o show de The Weeknd, cujos espetáculos são famosos pelos níveis sofisticados de produção.

"Nossa intenção é ter o maior número possível de fãs no Super Bowl com segurança", disse o comissário da NFL, Roger Goodell, sobre o evento.

mdo/jm/ll/gfe/am