VSR: vacina da Moderna tem alta eficácia em idosos e é considerada segura

A farmacêutica Moderna anunciou, na terça-feira (17), que a vacina em estudo para o Vírus Sincicial Respiratório (VSR) teve 83,7% de eficácia em idosos acima de 60 anos, público-alvo dos testes. O vírus é o agente causador de infecções como bronquiolite e pneumonia, principalmente em bebês e em idosos.

Com o resultado, a Moderna submeterá os resultados às agências reguladoras para obter um possível aval ainda no primeiro semestre de 2023. Se aprovado, será o primeiro imunizante disponível para prevenir o vírus.

De acordo com o boletim InfoGripe divulgado pela Fiocruz na última quinta-feira (12), o VSR foi associado a 12,6% das síndromes respiratórias no Brasil. Entre as crianças, o vírus predomina entre os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), respondendo por 59% das notificações da doença em crianças de zero a quatro anos de idade.

Como a vacina funciona e como o estudo foi feito?

A vacina desenvolvida pela Moderna utiliza a tecnologia de RNA mensageiro (RNAm) para induzir a resposta do sistema imunológico. Na prática, o imunizante atua como um “manual de instruções” que ensina as células do corpo a produzirem uma determinada proteína que auxilia o sistema imune a criar defesas. Essa é a mesma aplicação para a vacina contra COVID-19 da Pfizer e da Moderna.

...

Veja mais


Veja também

Pneumonia: sintomas, tipos e tratamento
Bronquiolite: O que é, sintomas, causas e tratamento
Saiba quais são os riscos da doença que fez a filha de Alok ser internada às pressas
Meu filho está com Vírus Sincicial Respiratório (VSR): e agora?
VSR: vacina da Moderna tem alta eficácia em idosos e é considerada segura