'Volta à tragédia da sua última novela', diz Marcelo Médici ao discutir com Aguinaldo Silva

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Aguinaldo Silva, 77, e Marcelo Médici, 48, trocaram farpas, por meio das redes sociais, na última terça (29). A briga começou após o escritor criticar uma brincadeira feita pelo ator no Twitter, em que seus seguidores deveriam trocar o título de um filme por um palavrão. "Escolha um nome de filme e substitua uma das palavras por c.", dizia a corrente repostada por Médice. Silva comentou: "Eu, hem? Que p. mais sem graça. Se esse é o humor da moda, prefiro voltar à tragédia. O ator não deixou por menos e rebateu, falando mal da última novela escrita por Silva para a Globo, "O Sétimo Guardião" (Globo, 2018-2019). "Isso...volta para tragédia que foi a bosta da tua última novela." DISCUSSÃO COM MARCO PIGOSSI Em agosto, Silva, que encerrou seu contrato com a Globo no início deste ano, também se envolveu em uma polêmica Marco Pigossi, 31. Isso porque, em uma live, o ator afirmou que se envergonha de ter feito parte da novela "Fina Estampa" escrita pelo autor e que foi reprisada. "Eu me vendo agora em 2011, eu tinha 22 anos, com umas mechas loiras no cabelo. Fora o que se falava. Essa novela deveria ser proibida de reprisar porque são tantas barbaridades. É uma loucura passar uma novela dessa", afirmou. Aguinaldo Silva não gostou e afirmou que Pigossi endossava a censura. "Um ator diz que 'Fina Estampa' devia ser proibida de ser reprisada. Acho que ele quis dizer que os 50 milhões de espectadores que a veem deviam ser proibidos de gostar tanto da reprise da novela. E eu, que vivi os tempos da censura, achando que finalmente era proibido proibir...", escreveu.