Vocalista do Metallica coloca vacina contra a covid-19 em dúvida

·2 minuto de leitura
James Hetfield of the band Metallica performs in concert during their
James Hetfield no palco com o Metallica, em 2018. (Photo by Owen Sweeney/Invision/AP)

Resumo da notícia:

  • James Hetfield, vocalista do Metallica, diz que não sabe se vai tomar vacina contra a covid-19

  • Dizendo-se "um pouco cético" em relação ao imunizante, o artista disse temer que as pessoas recebam "carimbo de vacinado" no passaporte

  • Seguidor da religião ciência cristã, Hetfield afirma não ter sido vacinado quando era criança

James Hetfield, guitarrista e vocalista do Metallica, colocou a vacinação contra a covid-19 em dúvida em entrevista ao podcast "The Fierce Life". Sem apresentar informações científicas, ele se mostrou cético contra os imunizantes produzidos durante a pandemia do novo coronavírus.

O assunto veio à tona quando ele foi questionado sobre futuros shows da banda. "Eu não tenho ideia [se haverá uma turnê]. Não depende de mim. Na verdade depende da segurança de todo mundo — não só dos fãs, mas da equipe e nossa. Eu não tenho certeza do que isso significa no futuro no que diz respeito às vacinas", disse ele.

Leia também:

"Eu sou um pouco cético em relação a tomar a vacina, mas parece estar rolando e as pessoas estão tomando e eu tenho vários amigos que tomaram", completou o roqueiro, criticando a ideia do "passaporte da vacina". Alguns países, como Dinamarca e Israel, já estão cobrando certificados de vacinação contra a covid-19 nos aeroportos.

"Eu espero que não chegue em um ponto em que você precise ter aquele carimbo da COVID no seu passaporte ou algo assim para ir aos lugares. Mas se chegar nesse ponto, aí eu tomo uma decisão", falou o músico. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Na entrevista, ele explicou que foi criado na religião chamada ciência cristã, que estabelece que doenças devem ser tratadas com orações, não com recursos da medicina. "Não é como se eu nunca tivesse me vacinado antes. Porém, quando criança, eu nunca era vacinado por causa de nossa religião. A única vez em que fui vacinado foi quando fomos a um safári na África", relembrou o músico. 

Hetfield e a religião

O posicionamento anticientífico de Heftield causa espanto e indignação, mas não deixa de surpreender os fãs pelo seu histórico de vida. Aos 16 anos, James Hetfiled perdeu a mãe, Cynthia, vítima de um câncer. Na época, ela se negou a fazer tratamento. 

O comportamento da mãe diante da doença e a raiva da religião o fizeram escreveram músicas como “The God That Failed”, faixa do álbum homônimo do Metallica de 1991, que pode ser traduzida como o "O Deus que Falhou". 

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos