Vivianne Pasmanter e Guilherme Piva revelam esforços para reviver personagens

BEATRIZ VILANOVA
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.07.2016: Atriz Vivianne Pasmanter durante evento em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS0 - Vivianne Pasmanter e Guilherme Piva podem ser vistos na televisão atualmente como Germana e Licurgo em "Novo Mundo", novela exibida em 2017 e em reprise desde o final de março deste ano, quando a Globo pausou todas as gravações da dramaturgia em produção em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Quando a trama sobre D. Pedro 1° (Caio Castro) acabar, os dois atores poderão ser vistos novamente em "Nos Tempos do Imperador", novela na sequência de "Novo Mundo", que também é escrita por Alessandro Marson e Thereza Falcão. Pasmanter e Piva aparecerão em uma versão mais velha (com a ajuda de maquiagem) de seus personagens de "Novo Mundo", um cômico casal de comerciantes rabugentos e trambiqueiros.

"Meu personagem voltará muito mais velho, caquético, decrépito e muito mais louco, picareta sem noção e mau-caráter. Falo que eles não envelheceram, mas, sim, apodreceram e perderam o resto do freio que tinham -se é que tinham algum", diz Guilherme Pivam, em tom de brincadeira. Para o ator, não se trata de voltar a um trabalho, mas, sim, começar um novo, redescobrindo seu personagem.

Pasmanter diz achar curioso encontrar o "tom da velhinha" de sua personagem, que apesar da idade, é bastante ágil por causa das diversas cenas de ação. "É interessante pois a Germana já tinha uma liberdade muito grande. Ela já não tinha papas na língua, e agora tem menos ainda. A idade vai dando isso, e ela não tem filtro nenhum. Ela está no fim da vida e quer mais é ser feliz."

Ambos os atores explicam que, a princípio, nenhum intérprete de "Novo Mundo" estaria em "Nos Tempos do Imperador", especialmente por causa da idade -entre uma história e outra há 30 anos de distância. Os autores, porém, tinham um plano: trazer Licurgo e Germana mais velhos, decrépitos e largados, revela Piva.

O ator diz que recebeu a notícia de que voltaria ao personagem com radiância, uma vez que Licurgo lhe rendeu "grandes alegrias e prazeres", e por ter um grande afeto com a equipe da novela. Mesmo assim, para ele, "Novo Mundo" e "Nos Tempos do Imperador" têm muitas diferenças: trata-se de diferentes épocas, cenários, figurinos, interpretações e até direção de arte.

Em geral, foram desafios distintos para o ator: se na primeira novela ele precisou descobrir a linguagem "grotesca e bufonesca" de seu personagem, sem cair no caricato, na segunda ele precisa transformar isso para a realidade de um idoso.

O folhetim mais recente, em sua opinião, pode atrair ainda mais espectadores por tratar da vida de D. Pedro 2° (interpretado por Selton Mello), que é um personagem histórico e mais conhecido do grande público. "Agora que 'Novo Mundo' está sendo exibida novamente, é uma chance para se preparar para a segunda temporada."

Piva também enumera paralelos com os dias de hoje, que podem ser feitos em "Nos Tempos do Imperador", como o caso dos novos personagens Pilar (Gabriela Medvedovski) e Samuel (Michel Gomes), que lutam pela sua inserção social. "Ela como mulher e filha de dono de engenho, foge do seu destino de ser dona de casa, bela, recatada e do lar. Ela busca estudar e ter uma profissão. E ele, como negro, luta pela liberdade", diz.

O ator acredita que as novelas de época são importantes por fazerem as pessoas "saírem da realidade e te conduzirem para o lúdico", unindo arte com informação. Pasmanter acrescenta: "O que eu achava muito legal em 'Novo Mundo' é que percebe-se muita coisa estrutural do Brasil, do brasileiro e do povo. De onde a gente vem. Existe corrupção lá [...] e isso dá fôlego para a gente tentar mudar, talvez, entendendo o que acontece".

"Uma coisa é ler um capítulo de história, outra coisa é ver os acontecimentos históricos. É muito legal poder passar isso para os jovens, principalmente", acrescenta a atriz, ao explicar que ambas as novelas foram desafiadoras, seja para incorporar o personagem, seja por serem suas primeiras tramas de época -em "Novo Mundo", ela chegava a gravar por horas apenas à luz de velas.

"'Novo Mundo' foi uma novela maravilhosa, muito bem feita, um primor. E não tenho dúvidas de que 'Nos Tempos do Imperador' também vai ser", afirma Pasmanter. E Piva acrescenta: "Minhas expectativas são as melhores possíveis. D. Pedro 2° é um personagem incrível a ser conhecido por quem não conhece e ser revivido por quem já conhece. Esse trabalho tem todos os ingredientes para agradar em cheio quem aprecia uma boa teledramaturgia".

CARACTERIZAÇÃO TRABALHOSA

Para alcançar o visual envelhecido, Vivianne Pasmanter e Guilherme Piva precisam passar por um longo processo de caracterização em "Nos Tempos do Imperador". "O processo é bem difícil porque a Germana nova já tinha uma caracterização forte, e agora tem que fazer o mesmo, mas com ela velha. É uma maquiagem pesada", diz Pasmanter, ao revelar que a caracterização leva cerca de 3 horas, sem uso de efeitos de computação gráfica.

Piva complementa dizendo que, além da maquiagem, é necessário o uso de próteses. Ele, em especial, rapou a cabeça, o peito, e pedaços da barba e bigode, a fim de facilitar a aplicação dos produtos e fios de cabelo.

"Depois do envelhecimento feito com um produto especial, são feitos manualmente psoríases, manchas, cracas e herpes. Há aplicação de pelos ralos na cabeça, sobrancelha, orelhas e peito. E por fim, a prótese dentária. É um trabalho artesanal muito minucioso de Lucila Robirosa, caracterizadora da novela que também assinou a caracterização de 'Novo Mundo'."

OUTROS PERSONAGENS QUE RETORNAM

Vivianne Pasmanter e Guilherme Piva são os únicos atores a participarem das duas novelas, mas há muitos personagens presentes em ambas as tramas, interpretados por atores diferentes em cada uma delas.

Um exemplo é Lurdes, a ama de Leopoldina (Letícia Colin), que anteriormente foi interpretada por Bia Guedes, e agora estará mais velha, sob responsabilidade da atriz Lu Grimaldi. Outro personagem que aparece é Quinzinho, primeiramente como Theo de Almeida Lopes, e depois como Augusto Madeira.

Ainda, a personagem Vitória será interpretada em "Nos Tempos do Imperador" por Maria Clara Gueiros, filha do Joaquim (Chay Suede) e de Anna (Isabelle Drummond).