'Vivia sob pressão', afirma Gabriela Pugliesi sobre compulsão alimentar

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.03.2016 - A influenciadora fitness Gabriela Pugliesi durante evento em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.03.2016 - A influenciadora fitness Gabriela Pugliesi durante evento em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A influenciadora fitness Gabriela Pugliesi, 36 anos, abriu uma caixa de perguntas no Instagram para conversar com os seguidores e aproveitou para falar sobre a compulsão alimentar que viveu no passado. Com um "antes e depois", ela mostrou que hoje preza pelo equilíbrio.

Essa era eu há dois anos. Nem me reconheço. Na época, me achava linda e achava normal ser extremamente restrita de segunda a sexta-feira, para no final de semana comer como se não houvesse amanhã", contou.

"A cabeça vira uma prisão, o corpo não assimila. Mas entendam, eu só enxergo isso hoje, vendo de fora. Naquela época, tudo parecia normal. Hoje, eu como da mesma forma, segunda ou domingo. Hoje, eu como um docinho todos os dias. Ou tomo uma taça de vinho jantando."

"Acredito que demorei para encontrar o equilíbrio. Eu me comparava e vivia sob pressão. Também passei por muita coisa em um ano. Descontava na comida, ou na falta dela. Tudo é emocional. Hoje, minha relação com o corpo é linda, porque estou feliz."

Morando com Túlio Dek há mais de 7 meses, Pugliesi também falou sobre o sonho de se tornar mãe. "Não penso mais em nada. Simplesmente, aceito tudo que vier. Me livrei dessa pressão e de querer controlar algo tão divino", explicou.

No começo do ano, a influenciadora falou sobre os motivos do divórcio com Erasmo Viana, reforçando sobre um "erro grave" do modelo durante a relação dos dois. Ela ainda revelou um tratamento duro para tentar engravidar, encarando os fracassos como um "sinal".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos