'Vivendo mundo de magia e fantasia na vida real', diz Luccas Neto ao anunciar que será pai

·2 minuto de leitura
Luccas Neto anuncia que vai ser pai. (Foto: Reprodução/Instagram @luccasneto)
Luccas Neto anuncia que vai ser pai. (Foto: Reprodução/Instagram @luccasneto)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Luccas Neto, 28, anunciou que será pai pela primeira vez. "É com muita emoção que venho dizer para vocês que eu vou ser papai e a Jessi mamãe! Podem gritar daí que eu grito daqui! Hoje é o meu dia! Eu vou ser pai", compartilhou em seu Instagram na tarde deste domingo (9).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Na postagem, o youtuber, que é irmão do influenciador, Felipe Neto, 32, aparece abraçado à barriga da namorada Jessi Diehl, que segura a imagem de um ultrassom. "Obrigado por todo o carinho de vocês, estamos vivendo um mundo de magia e fantasia na vida real. Feliz Dia dos Pais! Construir a minha família sempre foi o maior sonho da minha vida. Eu amo vocês! Eu amo a Jessi", declarou-se.

Leia também:

Jessi também postou a novidade em seu Instagram usando a mesma imagem. Porém, assim como fez Luccas, não contou detalhes da gravidez, como tempo de gestação e sexo do bebê. Ela é atriz e participa das produções do artista, que são voltados para crianças e pré-adolescentes.

Em julho, Luccas Neto ganhou uma ação na Justiça do Rio contra um internauta que o acusou de pedofilia no YouTube. Com isso, o vídeo feito por Ednardo D'Ávilla Mello teve que ser retirado da plataforma em até 24 horas sob risco de multa que pode ir de R$ 1.000 a R$ 200 mil.

As acusações do internauta teriam sido feitas após um vídeo em que Luccas aceita o desafio de comer uma "bala gigante" famosa, chamada "super gummy". O autor teria entendido se tratar de um produto erótico. "Depois que ele percebeu que era notícia falsa, ele apagou a mensagem. [...] Mas o print é eterno no meu Google Drive e nas mãos da Justiça", disse Neto. "As pessoas são muito malvadas".