Vitão sofre ataques de ódio após revelar que não é heterossexual

Vitão sofre ataques homofóbicos ao falar sobre redescoberta da sexualidade
Vitão sofre ataques homofóbicos ao falar sobre redescoberta da sexualidade
  • Vitão declarou que tem expandido sua sexualidade e não se vê mais como heterossexual

  • A partir disso, passou a receber ataques homofóbicos e de ódio nas redes sociais

  • Amigos do cantor saíram em defesa e pediram respeito

Vitão tem enfrentado uma nova onda de ataques de ódio nas redes sociais, e desta vez o motivo foi a declaração que deu a respeito da própria sexualidade. Recentemente o cantor afirmou que tem se redescoberto e se permitido a novas experiências, e isso bastou para que as mensagens homofóbicas começassem a surgir.

"Tenho me entendido de outras formas, me relacionado com pessoas diferentes", revelou o cantor em entrevista para a GQ Brasil. "É um momento de transição. Até então sempre me vi como um homem hétero, sempre gostei de mulheres, mas cada vez mais entendo que talvez sexo seja mais do que apenas isso [atração física]."

As aspas do participante da Dança dos Famosos geraram uma repercussão negativa e diversos perfis começaram a hostilizar o cantor pelo fato de não mais se entender como um homem heterossexual.

O promoter Fael Souza, que é bissexual e participou da última temporada do De Férias com o Ex: Celebs, da MTV, saiu em defesa do amigo e classificou as mensagens de ódio como "nojentas".

"Fico chocado com o tanto de comentários nojentos que as pessoas disparam 'quer biscoito', 'não tem talento, tem que fazer palhaçada'. Até quando sexualidade vai ser motivo de chacota?", escreveu Fael no Twitter.

Veja as publicações do promoter em defesa do ex-namorado de Luísa Sonza: