As vitaminas para o cabelo realmente funcionam?

Suplementos de cabelo trazem promessas grandiosas, mas elas funcionam? Pedimos a um dermatologista para esclarecer alguns mitos. (Foto: Getty)

Por Adrianna Barrionuevo

Quando se trata de vitaminas para cabelo e suplementos que prometem fios mais grossos e cheios, acabamos confusos, diante de tantas opções de mercado. Além disso, o FDA (agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos) não regulamenta as reivindicações feitas por certas marcas. Nem precisamos dizer que decifrar quais produtos realmente funcionam é, no mínimo, complicado.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“Os suplementos, em geral, são uma espécie de mercado não regulamentado. Muitos suplementos não são aprovados pelo FDA, por isso não há muita pesquisa sobre esses produtos”, disse Michelle Henry, instrutora clínica da Faculdade de Medicina de Cornell. De acordo com a dermatologista, doenças como alopecia androgenética, hipotireoidismo, baixos níveis de vitamina D e alopecia por ferro estão entre os motivos mais comuns por trás da queda de cabelo.

Leia também

Enquanto a prescrição de finasterida é o mais indicado, especialmente para os homens com queda de cabelo, a dermatologista diz que a combinação de algumas vitaminas pode ajudar a lidar com a queda de cabelo caso você não queira recorrer a soluções farmacêuticas. Os ingredientes mais comuns, que Henry sugere procurar em suplementos de cabelo são: biotina, colágeno, serenoa repens, substâncias adaptogénicas e proteínas à base de plantas.

Biotina

"Quando estamos verificando o sangue e tentando avaliar por que alguém não está com o crescimento capilar ideal, analisamos os níveis de nutrientes", explica ela. “A biotina é um tipo de vitamina B que é natural em certos alimentos, como salmão, e é essencial para o crescimento das unhas e também do cabelo.” ​​Ela acrescenta que os estudos sobre biotina estavam relacionados ao crescimento das unhas, mas "as unhas e o cabelo são sistemas similares, então a conclusão é de que também funciona para o cabelo, por isso recomendamos esse ingrediente."

Procure por doses de biotina entre 2.500 a 5.000 microgramas por dia. "Os estudos mostram que você não deve ultrapassar a dose de 5.000, especialmente em caso de pacientes mais velhos, porque isso pode confundir o resultado de outros tipos de exames", diz Henry.

Colágeno

"Viviscal é conhecida por ter colágeno marinho, que é como uma proteína de peixe e eu tenho usado esse ingrediente por anos e gosto bastante dele", diz Henry, acrescentando que o colágeno também pode ser encontrado em muitos suplementos de beleza. "Ainda não se sabe se o colágeno se concentrará preferencialmente no cabelo ou na pele quando consumido, mas acredito que ele possa desempenhar um papel crucial no crescimento do cabelo."

Henry recomenda um suplemento de colágeno marinho, em especial, para pacientes vegetarianos ou veganos que notem queda de cabelo. "Esse colágeno fornece uma fonte de proteína adicional para eles, o que é fundamental para o crescimento do cabelo."

Ferro e vitamina D

Ferro e vitamina D são outros ingredientes populares nos suplementos para o cabelo. "Frequentemente veremos ferro na lista de ingredientes das vitaminas do cabelo, porque a deficiência deste metal e a anemia também causam a queda de cabelo", explica Henry. “Níveis baixos de vitamina D também podem contribuir para a queda de cabelo.”

Serenoa repens

Marshall explica que a maioria dos produtos farmacêuticos tem como alvo o DHT, o responsável pela queda de cabelo tanto em homens quanto em mulheres.

"Embora você precise de uma dose significativa desse ingrediente para que ele funcione tão bem como a finasterida, a serenoa repens bloqueia a testosterona, que é importante para homens e mulheres que têm alopecia androgenética, que é basicamente uma alopecia causada pela sensibilidade à própria testosterona", acrescenta Henry.

Adaptógenos

"Estresse e cortisol também têm um grande impacto na saúde do cabelo", diz Marshall. "Isso muda o ciclo de crescimento do cabelo para a fase de repouso, então é mais provável que o cabelo caia, e isso ainda não foi direcionado às vitaminas ou produtos farmacêuticos.” A resposta? Adaptógenos.

“Eles ajudam a reduzir o estresse - e sabemos que o estresse e a inflamação causam quase todas as doenças neste planeta”, diz Henry. "Mas, particularmente, no caso de mulheres com queda de cabelo, notamos mais ocorrências de inflamação."

Usando adaptógenos para reequilibrar os níveis de cortisol, os folículos pilosos podem permanecer em sua fase de crescimento do ciclo por mais tempo.

"Independentemente de sua escolha de suplemento, certifique-se de que ele tenha ingredientes que tratem as múltiplas razões pelas quais você está sofrendo com a queda e enfraquecimento do cabelo", diz Marshall. “Além disso, a integridade dos ingredientes em um produto é um fator importante, especialmente quando se trata de produtos botânicos, assim como a eficácia do produto em si.”