Virando a página do coronavírus, Oktoberfest começa após hiato de dois anos

MUNIQUE (Reuters) - A Oktoberfest, maior festival anual de cerveja do mundo, começou neste sábado, pela primeira vez desde 2019, encerrando um hiato de dois anos por causa da pandemia de coronavírus.

Milhares de pessoas vestindo “Lederhosen” ou calças de couro -típicas da cultura bávara- se reuniram no evento que geralmente atrai cerca de seis milhões de visitantes a Munique todos os anos, incluindo turistas do mundo inteiro.

“É um momento um pouco nervoso, andar pela multidão”, disse um visitante. “Assim que nos sentarmos para tomar uma cerveja ficaremos bem”.

Os festeiros sentam em longas mesas comunitárias para beber cerveja, comer salsichas, pretzels ou joelho de porco, e ouvir apresentações de bandas de música.

O prefeito de Munique, Dieter Reiter, disse anteriormente neste ano que a Oktoberfest, realizada de 17 de setembro a 3 de outubro, aconteceria sem nenhuma restrição contra a Covid-19.

(Reportagem de Ayhan Uyanik e Christine Uyanik)