Virada Cultural tem bandeiras com Lula à venda, contra Bolsonaro, em dia repleto de xingamentos ao presidente

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um varal com bandeiras e toalhas com o rosto do ex-presidente Lula (PT), contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) e do orgulho LGBTQIA+ está sendo exposto nos arredores do palco Viaduto do Chá, da Virada Cultural. Os artigos estão à venda para o público que acabou de assistir ao show de Luísa Sonza no palco principal do evento no centro de São Paulo.

O responsável pelas vendas é Jaime Oliveira, que costuma comercializar os artigos em outros eventos. Ele diz que é eleitor de Lula, mas que também vende artigos pró-Bolsonaro, dependendo da situação.

"Aqui a galera não aprova", ele diz, sobre o atual presidente. Oliveira conta que, em sua experiência, os artigos pró-Bolsonaro só têm boas vendas em dias de manifestação de seus apoiadores na Avenida Paulista.

Já Lula, ele diz, tem "muita aceitação com os jovens". "Vende tudo isso daí. Tem muita aceitação. Os jovens são mais avançados no pensamento. O pessoal conservador é mais fechadão."

Uma toalha com o rosto de Lula sai por R$ 50, enquanto uma bandeira de "fora Bolsonaro" custa R$ 30. Já a bandeira do orgulho LGBTQIA+, símbolo que pôde ser visto na plateia durante o show de Luísa Sonza, sai por R$ 40.

Oliveira diz que não teve problemas para passar na revista feita na entrada do Anhangabaú, e conta que, depois de uma proibição inicial, a segurança começou a liberar a entrada de ambulantes. "É melhor o pessoal trabalhando do que fazendo arrastão, batendo nos moleques para roubar celular."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos