Viola Davis vai produzir adaptação de 'O Beijo no Asfalto', de Nelson Rodrigues, para TV e teatro

Viola Davis (Foto: REUTERS/Mario Anzuoni)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O casal de atores americanos Viola Davis, 53, e o marido Julius Tennon, 65, vão adaptar "O Beijo no Asfalto" (1960), clássico de Nelson Rodrigues (1912-1980), para a TV e para o teatro.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A produção ocorrerá em parceria com a empresa Wise Entertainment, em que um dos sócios é Mauricio Mota, neto de Rodrigues. A filha do autor também faz parte da produtora.

Leia também


"Como filha de Rodrigues e administradora de sua obra, é um prazer saber que artistas premiados como Viola Davis e Julius Tennon foram os que escolheram trabalhar com o maior autor dramático brasileiro", afirmou Sonia Rodrigues, segundo informou o site Deadline.

No Brasil, as obras de Nelson Rodrigues já foram adaptadas inúmeras vezes no teatro, no cinema e em séries em TV.

Uma das versões de "O Beijo no Asfalto" para o cinema teve a direção do também ator Murilo Benicio, em 2017. Nesta história é Alair (Lázaro Ramos) o rapaz que presencia um atropelamento e, a pedido do moribundo, dá um beijo na vítima agonizante. O fato é estampado na primeira página do jornal como "pederastia em via pública", e Alair passa a ser perseguido e incriminado. Num desenrolar kafkiano, até seu sogro (Stênio Garcia), que testemunhou o acidente, e a mulher (Débora Falabella) começam a duvidar das intenções dele.

Nelson se baseou num caso real, o atropelamento de Pereira Rego, repórter do "Globo", no largo da Carioca, centro do Rio. O jornalista teria pedido um último beijo à moça que fora socorrê-lo. Mas o dramaturgo, polemista que era, trocou o gênero do socorrista.