Viola Davis se torna a atriz negra com o maior número de indicações ao Oscar

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A americana Viola Davis, de 55 anos, se tornou nesta segunda-feira (15) a atriz negra com o maior número de indicações ao Oscar. O número, no entanto, revela uma baixa diversidade racial no principal prêmio de cinema do mundo. A artista concorre agora ao troféu de melhor atriz por "A Voz Suprema do Blues", de George C. Wolfe, e passa a ter quatro indicações ao prêmio ao longo de sua carreira. Davis já concorreu a melhor atriz por "Histórias Cruzadas", em 2012, e a melhor atriz coadjuvante por "Dúvida", em 2009, além de "Um Limite Entre Nós", em 2017. "É um reflexo das oportunidades", disse Davis em entrevista recente à revista Variety. "Ser uma atriz negra é como ter um corpo fabuloso, mas não ter as roupas certas para o exibir." Criticada diversas vezes pela baixa diversidade racial, a Academia do Oscar adotou no ano passado uma nova política de indicação. Em nota, o grupo afirmou que as produções que quiserem concorrer ao prêmio de melhor filme deverão abraçar a diversidade dentro e fora dos sets de produção. A decisão passa a valer a partir da 96ª edição, que ocorrerá em 2024.