Viih Tube diz que terapia ajuda a lidar com hate na web: "Já vi o fundo do poço"

·2 minuto de leitura
A youtuber e ex-BBB Viih Tube. Foto: reprodução/Instagram/viihtube
A youtuber e ex-BBB Viih Tube. Foto: reprodução/Instagram/viihtube

Resumo da notícia

  • Viih Tube comenta como lida com hate recebido nas redes sociais e diz que prioriza sua saúde mental

  • Influenciadora conta que terapia a ajudou a encontrar equilíbrio em uma fase delicada

  • Apesar das críticas constantes, ex-BBB diz que não teme ser "cancelada"

Acostumada à exposição e ao julgamento do público antes mesmo de participar do "Big Brother Brasil 21", Viih Tube conta que passou a aceitar melhor os próprios erros ao longo dos anos, e com muita terapia. Em entrevista à revista "Marie Claire", a influenciadora revelou que passou a ter acompanhamento profissional em um momento bastante delicado.

"Já cheguei ao ponto de não só querer desistir da carreira, como da vida também. Foram momentos muito complicados. Sou forte hoje porque já vi o fundo do poço e, desde então, só subi. Jamais voltarei para esse ponto de novo, é uma construção de muitos anos", afirmou.

Leia também:

A jovem de 20 anos afirma que, conforme foi avançando no processo de autoconhecimento, passou a falar mais sobre saúde mental. "Desabafar faz bem e ajuda quem se sente como você. Teria me ajudado muito ver lá em 2015 alguém falando sobre isso. Eu teria me salvado muito mais rápido. Eu procuro acolher como eu queria que tivesse sido comigo", disse.

À publicação, Viih contou, inclusive, que conversou com outros brothers sobre o que significaria a fama repentina. Mas ela garante que o fantasma do "cancelamento" não a assusta.

"Todo mundo é cancelado em algum momento da vida. Todo mundo faz algo de errado, só que quando eu faço, todo mundo vê. Acho melhor aceitar e tentar tirar algum proveito, mas as pessoas precisam saber que o cancelamento só pune e machuca", argumentou.

Eliminada do reality global com rejeição de 96,69% do público, a youtuber garante que levou um susto com o resultado, mas soube contornar porque já está habituada aos haters. "Não me atinge mais. Sou chata, irritante, calculista, mas sou muitas outras coisas também. Fui muito sincera. Meu maior medo era como a minha família me veria lá dentro, se me entenderiam. Eles sabem como sou, mas tiveram muitas fake news", disse.

O último motivo para as críticas foi seu novo carro, um Porsche que ela mostrou sem culpa nas redes sociais. "Eu nem quis ostentar, compartilhei uma conquista minha. Não sou apegada a carro, mas gostei. Não foi fácil conseguir, fiz todos os corres sozinha. Tenho orgulho da minha trajetória e do que eu conquisto. Se fosse um homem com um carrão não iam falar nada", analisou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos