Vietnã: país com 97 milhões de habitantes não registra morte por coronavírus

(Foto: Getty Images)

VIETNÃ - Quando a pandemia do coronavírus surgiu na China, o mundo procurou por países que fazem fronteira com o epicentro para usar como exemplos de sucesso no controle da doença. Coreia do Sul, Taiwan e Hong Kong foram três dos locais que evitaram um surto da Covid-19. Mas um pequeno país de 97 miilhões de habitantes, que recebe visitantes d omundo todo, inclusive da China, foi esquecido: Vietnã. Até o momento, foram apenas 328 casos confirmados com o vírus entre toda a população e nenhuma morte.

Leia também

O Vietnã é um país de baixa renda e com um sistema de saúde muito menos avançado do que outros da região. Ele tem apenas oito médicos para cada 10 mil pessoas, um terço da proporção na Coreia do Sul, segundo o Banco Mundial. Após um bloqueio nacional de três semanas, o país suspendeu as regras de distanciamento social no final de abril. Não registro de nenhuma infecção local há mais de 40 dias. Empresas e escolas reabriram e a vida está gradualmente voltando ao normal.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Para os céticos, os números oficiais do Vietnã podem parecer bons demais para ser verdade. Guy Thwaites, médico de doenças infecciosas que trabalha em um dos principais hospitais designados pelo governo vietnamita para tratar pacientes com Covid-19, disse que os números correspondem à realidade no terreno.

"Vou às enfermarias todos os dias, conheço os casos, sei que não houve morte. Se você teve uma transmissão comunitária não declarada ou não controlada, estaremos vendo casos em nosso hospital, pessoas entrando com infecções no peito talvez não diagnosticadas - isso nunca aconteceu", disse Thwaites, que também chefia a Unidade de Pesquisa Clínica da Universidade de Oxford, na cidade de Ho Chi Minh, em entrevista ao canal "CNN".

Agindo cedo

Então, como o Vietnã aparentemente resistiu à tendência global e escapou amplamente do flagelo do coronavírus? A resposta, de acordo com especialistas em saúde pública, está em uma combinação de fatores, desde a resposta rápida e imediata do governo para impedir sua disseminação, até rastreamento rigoroso de contatos e quarentena e comunicação pública eficaz.

O Vietnã começou a se preparar para um surto de coronavírus semanas antes de seu primeiro caso ser detectado. Na época, as autoridades chinesas e a Organização Mundial da Saúde haviam sustentado que não havia "evidência clara" da transmissão de humano para humano. Mas o Vietnã não estava se arriscando.

"Não esperávamos apenas as orientações da OMS. Usamos os dados que coletamos de fora e de dentro (do país) para decidir agir mais cedo", disse Pham Quang Thai, vice-chefe do Departamento de Controle de Infecção do Instituto Nacional de Higiene e Epidemiologia em Hanói.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.