Vida de Marielle Franco irá virar filme com equipe vinda do Complexo da Maré

(Imagem: divulgação PSOL)

Menos de uma semana após o assassinato da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro, o projeto de um filme sobre sua vida começa a tomar forma.

Paula Barreto, produtora filha de Lucy e Luiz Carlos Barreto, está à frente do processo de desenvolvimento. Segundo as primeiras informações, o roteiro será escrito por João Paulo Reys e Flávia Guimarães e a trilha sonora ficará com Jorge Mautner.

A trajetória de Marielle é notável: nascida no Complexo da Maré, ela superou preconceitos e se tornou a quinta vereadora mais votada pelos eleitores cariocas nas últimas eleições. Respeito aos direitos humanos, luta por questões feministas e da comunidade LGBT eram algumas das principais pautas que defendia.

Semanas antes de sua morte, fez diversas denúncias sobre abusos cometidos pela polícia contra moradores de comunidades pobres do Rio de Janeiro, durante a intervenção militar em vigor na cidade.

“Queremos contar onde ela foi criada, a influência da Maré nela e como se transformou nessa líder que perdemos. O que importa, agora, são os seus ideais” explicou Paula, em declaração ao jornal O Globo.

“Fiquei assustada quando entrei no Facebook e vi a quantidade de haters. Muita gente a denegrindo, sem saber se as informações são verdadeiras ou não. As pessoas não se preocupam em saber de onde vem a notícia. Há milhares de Marielles no Brasil, precisamos contar essa história”.

Segundo a produtora, a ideia é montar elenco e equipe com moradores do Maré, honrado as origens da vereadora. A renda será revertida para a comunidade local. Ainda não há previsão de estreia.