'Vice de Covas se esconde porque deve explicações à sociedade', diz Erundina sobre Nunes

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - NOVEMBER 21: Luiza Erundina, 85, Guilherme Boulos's candidate for vice-mayor for the city of Sao Paulo for the Socialism and Freedom Party (PSOL) greets  and talks to supporters from inside the "Cata-voto" (Vote Catcher), a car surrounded with a plastic booth like the 'Popemobile' to protect herself from the coronavirus during a walking rally on November 21, 2020 in Sao Paulo, Brazil. Municipal elections in the city of Sao Paulo advance to a second round in which Guilherme Boulos faces Bruno Covas, current mayor of the city for the Brazilian Social Democracy Party (PSDB). (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Luiza Erundina, 85, cumprimenta e conversa com simpatizantes de dentro de um carro cercado por uma cabine de plástico como o 'Papamóvel' para se proteger do coronavírus (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

A candidata a vice-prefeita de São Paulo Luiza Erundina (PSOL) afirmou que o vice na chapa de Bruno Covas (PSDB), Ricardo Nunes (MDB), se esconde porque “deve explicações à sociedade”. A declaração foi feita nesta quarta-feira (25), durante sabatina do UOL e do jornal Folha de S. Paulo.

"O Ricardo Nunes me parece que está se escondendo. O próprio candidato, cuja chapa ele compõe, também não dá muita informação sobre o vice e muito menos explicações porque ele desapareceu. Deve ser porque ele deve explicações à sociedade e à própria Justiça de denúncias muito graves sobre seu comportamento em relação aos interesses públicos", afirmou Erundina.

De acordo com o UOL, Nunes também foi convidado para participar da sabatina. No entanto, ele recusou o convite alegando “falta de agenda”.

O vice de Covas tem um boletim de ocorrência contra ele registrado por sua esposa, que alegava estar sendo ameaçada. Além disso, ele é citado em investigação sobre a máfia das creches em São Paulo, que apura supostos desvios em creches geridas por entidades terceirizadas.

Erundina foi prefeita da capital paulista pelo PT entre 1989 e 1993. Deputada federal há seis mandatos, ela foi reeleita em 2018 com mais de 176 mil votos, ficando entre os 15 parlamentares mais bem votados do estado. Nestas eleições ela concorre à vice-prefeita pela chapa do candidato Guilherme Boulos (PSOL).

O Datafolha divulgou, na madrugada desta terça-feira (24), uma pesquisa que aponta que o candidato Guilherme Boulos (PSOL) diminui a diferença para o adversário Bruno Covas (PSDB), primeiro colocado na corrida eleitoral do segundo turno em São Paulo.

Nos votos válidos, Boulos aparece com 45%, enquanto Covas tem 55%. Na pesquisa anterior — feita entre os dias 17 e 18 de novembro —, o candidato do PSOL estava com 42%. Já o candidato tucano tinha 58%.