Vibrador criado por mulheres é banido de feira tecnológica

Vibrador é banido de feira – Divulgação

Uma das maiores feiras de tecnologia e inovação do mundo, a Consumer Eletronics Show está acontecendo esta semana em Las Vegas (EUA). O evento chamou a atenção por um dos produtos apresentados: um vibrador batizado de Osé.

Receba as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

Criado pela Lora DiCarlo, o aparelho proporciona orgasmos com o auxílio das mãos e recebeu um prêmio na categoria robótica. Mas o evento resolveu voltar atrás e retirou o prêmio da empresa. A premiação aconteceu um mês antes do evento e mesmo depois do resultado ter passado pelo processo de verificação do evento, o Osé não poderia ser exposto.

A organização citou uma regra que afirma que “as inscrições consideradas pela CTA (Associação de Tecnologia para Consumo) como sendo imorais, obscenas, indecentes, profanas ou não de acordo com a imagem da CTA serão desqualificadas”.

O mais contraditório é que produtos sexuais sempre estiveram presente na feira, que conta com um espaço pornográfico para homens na seção de realidade virtual. A CTA informou que “o produto não se encaixa em nenhuma das categorias de produtos existentes e não deveria ter sido aceito no Programa de Prêmios de Inovação”, mas em 2016, outro brinquedo sexual já havia sido agraciado.

A CEO da Lora DiCarlo, Lora Haddock, questionou a aceitação de produtos para o público masculinos na feira. “Por que a CES é ameaçada por mulheres com poder e pelos produtos que as capacitam?”.

Leia também: Seis curiosidades maravilhosas sobre o vibrador

No ano passado, o evento contava com robôs sexuais na forma de mulheres, o que torna a decisão ainda mais sem sentido. “É permitido que a sexualidade masculina seja explícita com um robô sexual literal na forma de uma mulher com proporções irreais e pornografia de realidade virtual. A sexualidade feminina, por outro lado, é fortemente silenciada, se não completamente proibida. Você não pode fingir ser imparcial se permitir um robô sexual para homens, mas não um massageador robótico focado na vagina para um orgasmo combinado”, completou Lora.