Viúva diz que Guilherme de Pádua morreu em seus braços

*ARQUIVO* O ex-ator Guilherme de Pádua deixa o Tribunal do Rio de Janeiro após ser condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato da atriz Daniella Perez, nos anos 1990. (Foto: Patrícia Santos/Folhapress)
*ARQUIVO* O ex-ator Guilherme de Pádua deixa o Tribunal do Rio de Janeiro após ser condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato da atriz Daniella Perez, nos anos 1990. (Foto: Patrícia Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Juliana Lacerda Pádua, viúva de Guilherme de Pádua, fez um desabafo sobre a morte do pastor, convertido na prisão, onde cumpria pena pelo assassinato de Daniella Perez (1970-1992). A instrutora de maquiagem afirmou que estava presente quando o marido teve um infarto fulminante no último domingo (6).

"Está ao lado do pai, e agradeço por ter morrido em meus braços, porque pude me despedir muito de você", disse em publicação nas redes sociais. "Você não sentiu dor e só dormiu em meus braços."

A viúva disse ter sido muito feliz em seu casamento. "Nem sei agora como vou sobreviver sem você", afirmou. "Já já a gente se encontra e espero que seja breve, porque não sei se conseguirei estar aqui sem você."

Lacerda ainda defendeu o marido, que foi hostilizado na internet por causa do crime cometido em 1992, quando fazia par romântico com a filha de Gloria Perez na novela "De Corpo e Alma" (Globo). "Outro homem igual ou melhor que você jamais irá ter nessa Terra", disse.

"Você se foi, mas me deixou uma mulher melhor e mais madura em todos os sentidos, e o melhor, ninguém mais pode te julgar porque você não ouvirá mais", observou. "Seu sofrimento e julgamento das pessoas acabaram, meu amor, fique em paz agora."

Em um vídeo publicado na mesma rede social, ela continuou falando como a união de 6 anos foi benéfica para ambos. "Nestes seis anos em que estivemos casados, ele foi muito feliz, mais feliz do que a maioria das pessoas desse mundo todo", afirmou. "Eu fui mulher suficiente para fazê-lo feliz, e ele foi homem suficiente para me fazer feliz."

"Só Deus sabe o tanto que ele me fez bem e eu fiz bem a ele", prosseguiu. "Não preciso mostrar para ninguém. Vai ficar aqui, só Deus sabe de todas coisas, vocês não sabem de nada. Só Ele sabe o que aconteceu entre nós, e o que estou passando agora. Não estou aqui pedindo para sentirem pena de mim, mas querendo homenageá-lo."