Vendas no varejo caem em março, mostra índice da Cielo

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Young Asian woman with protective face mask shopping for household necessities in a homeware store looking at a pack of towels
Queda nas vendas foi de 2,1% no varejo na terceira semana de março
  • Brasil teve queda nas vendas do varejo em março

  • Cielo acredita que motivo é adoção das novas medidas de isolamento

  • Na terceira semana do mês, queda foi de 2,1%

O Índice Cielo do Varejo Ampliado de março mostra o agravamento da crise no comércio brasileiro, com o agravamento da pandemia da covid-19. Com apenas 6,3% da população vacinadas, o Brasil já tem 303.726 mortes causadas pelo coronavírus. As informações são da Veja.

Leia também:

Em comparação com as primeiras semanas de janeiro e fevereiro, os sete primeiros dias de março tiveram queda nas vendas de 1,3%. Na terceira semana, as vendas caíram quase 21%.

Segundo Pedro Lippi, Head de Inteligência da Cielo, “a desaceleração tem possível relação com as novas medidas de isolamento adotadas contra a covid-19 ao longo do mês”.

Demissões em shoppings

Uma pesquisa da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) feita em março mostra que desde o início da crise econômica causada pela pandemia, 84% dos lojistas de shoppings disseram já ter demitido algum funcionário. As informações são do Valor.

Waitress in apron and medical mask making welcoming gesture when inviting pretty young woman
Cerca de 84% dos donos de loja em shopping já demitiram, segundo pesquisa

Nos estados em que os centros comerciais estão funcionando, o valor médio de compra é de R$ 220 para 87% dos comerciantes. O número é 37% menor do que o registrado em março de 2019.

Ao menos 53% dos entrevistados disseram temer que o prosseguimento da crise leve a um fechamento total e, assim, a mais demissões.