Velório de Gal Costa será aberto ao público na sexta-feira (11), em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O velório de Gal Costa será aberto ao público e ocorre nesta sexta-feira (11), das 9h às 15h, na Assembleia Legislativa de São Paulo, na zona sul da capital paulista.

Já o enterro será fechado apenas para amigos próximos e familiares. O local não foi divulgado pela assessoria da cantora.

Gal Costa morreu na manhã desta quarta-feira (9) aos 77 anos. A causa da morte ainda é desconhecida.

A cantora era uma das atrações do festival Primavera Sound, que aconteceu em São Paulo no último fim de semana, mas teve sua participação cancelada de última hora.

De acordo com sua equipe, ela precisava se recuperar após a retirada de um nódulo na fossa nasal direita e ficaria fora dos palcos até o final de novembro, seguindo recomendações médicas.

A morte de Gal Costa causou comoção nacional. Caetano Veloso chorou ao lembrar a cantora nascida na Bahia, durante entrevista à Globonews.

O cantor afirmou que Gal era "doce e bárbara naturalmente" –uma referência ao grupo que eles formaram com Maria Bethânia e Gilberto Gil, na década de 1970. "Ela era permanentemente doce. Não era bárbara no sentido de brava", disse.

Bethânia, amiga de longa data de Gal, disse que estava em estado de choque pela perda. "Em choque, triste demais, difícil demais. Nunca pensei um dia chegar a vocês para falar sobre a dor de perder Gal. O Brasil que ela sempre encantou com sua voz única, magistral hoje inteiro chora, como eu", lamentou em vídeo.

Tom Zé afirmou que pensar em Gal o lembra que seu rosto pode sorrir. "Gal era a coisa mais fina, o que havia de mais sofisticado na Tropicália."