Vazam áudios de Anitta falando de famosos, e ela afirma que foi ameaçada por Léo Dias

**FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 25.01.2020 - A cantora Anitta durante seu show

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O suposto desentendimento entre as cantoras Anitta, 27, Pabllo Vittar, 25, e Preta Gil, 45, já noticiado há muito tempo, ganhou mais um capítulo na noite deste domingo (24). A polêmica colocou alguns dos envolvidos entre os assuntos mais comentados nas redes sociais, além do jornalista Léo Dias, a novidade da história.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

A polêmica voltou com o vazamento de um áudio em que Anitta conta o porquê do desentendimento. Supostamente enviada a Léo Dias, a gravação aponta que Preta Gil, Pabllo Vitta e o influenciador Vinicius Gomes, 31, conhecido como Gominho, teriam falado mal dela em um grupo de Whatsapp, flagrado por Jojo Todynho, 23.

Leia também

A novidade da história é que Anitta afirma que o grupo falava mal também de Marília Mendonça, 24, chamando-a de gorda, e que Preta teria convencido Anitta a não participar do DVD de Claudia Leitte, 39, para não desagradar Ivete Sangalo, 47. "Mas a Preta tem essa mania de inventar as coisas", afirma a Anitta ao narrar a história.

"Eu não participei do DVD da Claudia Leitte porque eu era fã da Ivete e contei toda feliz que Claudia tinha me chamado pro DVD, e ela [Preta Gil] falou: 'Então esquece, o dia que você pisar no palco com a Claudia Leitte, não pode nem sonhar...", afirmou Anitta no áudio de pouco mais de um minuto.

Diante da repercussão, Anitta postou um vídeo em suas redes sociais afirmando que é, hoje, uma pessoa completamente diferente do que era anos atrás, e que agora é "mais feliz, mais leve e escolhi não passar mais por certos tipos de coisas". E completa afirmando que foi ameaçada pelo jornalista Léo Dias.

"Ele ameaçou não só a mim, mas a minha equipe também por uma notícia que ele deu que não era verdadeira sobre a minha mãe", afirmou ela recordando as reportagens da última semana, de que sua mãe, Miriam Macedo, teria deixado a casa dada pela cantora por não concordar com os relacionamento de Anitta.

"Desde que eu desmenti essa nota, ele vem ameaçando a mim e a minha equipe de vazar conversas minhas com ele, botar a internet pra escutar áudios e prints de conversas da gente de quando eu ainda pensava que era possível e que eu precisava ser fonte desse jornalista para eu não ter a minha carreira acabada, cancelada."

Anitta afirmou que por muitos anos teve medo de que o jornalista prejudicasse sua carreira caso não colaborasse com ele. Ela ainda compartilhou o print de uma mensagem que teria sido mandada por Léo Dias ao assessor de Anitta em que ele afirma que "exige que ela jamais o desminta da maneira que ela fez".

"Não vou mais falar da sua assessorada, mas exijo que ela jamais me desminta da maneira que ela fez. Que ela comece a calcular os riscos das ações dela contra mim. Eu não estou aqui pra brincadeira. Não mexe comigo", afirma a mensagem que Anitta diz ter sido envidada por Léo Dias nesta semana.

Léo Dias é colunista do portal UOL e autor da biografia não autorizada de Anitta, intitulada "Furacão Anitta", que foi lançada há cerca de um ano. A reportagem procurou o empresário do jornalista para comentar as acusações, mas ele afirmou que o jornalista "ainda não está sabendo" delas.

Anitta fala ainda no áudio que prefere conviver com as consequências de seus atos do que com eterno medo. "Pode soltar qualquer coisa que você tiver sobre mim, pode fazer qualquer matéria, sendo verdadeira ou não, eu vou continuar trabalhando, e quem quiser acreditar em mim e no meu caráter, em quem sou eu, vai estar comigo, e quem não quiser, infelizmente, faz parte da vida."

PRETA GIL E MARÍLIA MENDONÇA

Preta Gil também usou suas redes sociais para comentar o ocorrido e afirmou que nunca tinha falado publicamente sobre o assunto, porque preferia falar e desmentir diretamente com Anitta. "Acho realmente uma baixaria e não condiz com meu caráter e personalidade ficar desmentindo essas fofocas", afirmou ela.

"Contei pra ela [Anitta] que essas histórias não eram verdadeiras e ela optou acreditar na Jojo", disse Preta, que completou dizendo que Anitta garantiu, na época, que nenhuma dessas histórias tinha partido dela e que Léo Dias teria ouvido esses boatos de outras fontes, para o a biografia que ele fazia de Anitta.

"Mas duas coisas me chamaram a atenção nesses áudios", continuou Preta. "Uma é que ela própria [Anitta] conta essa história de que eu falei pra não participar do DVD da Claudia [Leitte], o que é uma mentira. Mas outra coisa que me deixou muito chateada é a história de que eu estava falando mal de Marília Mendonça."

Preta Gil afirma que nunca falou mal da cantora sertaneja porque não tem motivos para isso e por admirar Marília. Ela ainda falou que chamar alguém de gordo não é ofensa: "Eu sou gorda, pode me chamar de gorda". "O que eu enxergo na Marília de beleza e de força está no caráter, no talento dela."

"Todo mundo aqui sabe como eu luto há anos pelo empoderamento feminino. Como eu, Preta, vou chamar alguém pejorativamente de gorda? É uma história tão descabida, sem propósito, sem pé nem cabeça. Isso me deixou muito irritada", completou Preta Gil.