Vaticano proíbe hóstias sem glúten

Reprodução/Pixabay PublicDomainPictures

O glúten é assunto recorrente nos tempo atuais e até o Vaticano voltou o olhar para o tema. Um comunicado divulgado diz que a hóstia não deve ser livre de glúten e deve ser feita com proteínas de trigo suficientes para evitar aditivos em sua produção.

A decisão veio por conta da vasta produção da hóstia pelo mundo, sendo disponibilizada em supermercados e até pela internet. Uma carta foi enviada aos bispos pelo Cardeal Robert Sarah, líder da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, alertando que a hóstia deve ser feita por “pessoas distintas e íntegras” e que a adição de açúcar ou frutas é “um absurdo grave”.

O vinho também é citado na carta do Cardeal, que diz que ele deve ser “natural, proveniente da fruta da uva, puro e incorrupto, sem ser misturado com outras substâncias”. Já o uso de “organismos geneticamente modificados pode ser considerado válido”.