Cantora é criticada ao associar cerveja e churrasco a poupança: “É muito mais complicado”

Vanessa da Mata disse que temos que guardar 30% do que recebemos (reprodução / instagram @vanessadamata)

Vanessa da Mata recebeu duras críticas nesta sexta-feira (22) após compartilhar posts sobre educação financeira em sua conta no Twitter. A cantora tinha passado desapercebida pela pandemia até então. “Não importa o quanto você ganha, 30% você guarda! Não é salgadinho, nem cerveja, nem churrasco ou o que quer que seja, que possa tirar sua poupança”, escreveu em sua conta.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

A cantora continuou a tentar explicar a postagem em seguida. “Nós, brasileiros, não sabemos fazer gestão familiar e agora muitos estão sofrendo o que seria uma troca maravilhosa de churrasco para dias de tranquilidade”. afirmou.

Leia também

Vanessa foi rechaçada com números que mostram que grande parte da população brasileira não tem condições de guardar o pouco que ganha. “Isso é para quem ganha uma quantia que dá para guardar, claro. E para os que usam a grana no final de semana com outras coisas! Se sobra para o churrasco e cerveja, sobra para guardar!”, defendeu.

Ela foi rebatida por influencers de economia e fãs que ponderaram sobre as condições de vida dos brasileiros. “No meio de uma pandemia, pessoas perdendo emprego e a senhora faz uma analogia rasa sobre ‘guardar 30%’. É muito mais complicado para quem não é Vanessa da Mata. As pessoas sustentam a casa com menos de um salário mínimo no Brasil. A realidade é mais do que viver em condomínio”, afirmou Nath Finanças.

“E outra: galera mercê churrasquinho e cerveja. Vão só trabalhar na vida? Pelo amor de Deus”, disse uma fã. “Gente essa fala é pra minoria do país, tipo 10% da população. Só isso, o resto vive pra trabalhar e morrer sem nada. É o mundo que ela vive. Ela não falou pra maioria da população não”, comentou outra.