Van Damme salva cachorrinho condenado à morte por passaporte falso

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Jean-Claude Van Damme pede que fãs assinem petição e salvem cachorro condenado à morte (reprodução)
Jean-Claude Van Damme pede que fãs assinem petição e salvem cachorro condenado à morte (reprodução)

Relembrando o roteiro de alguns dos seus filmes, Jean-Claude Van Damme está no meio de uma operação de resgate. Acredite se quiser: o ator de “O Grande Dragão Branco” luta para salvar um cachorrinho que foi preso na Bulgária com passaporte falso e condenado à morte.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o ator explicou o tamanho da encrenca em que Reya, um filhote de chihuahua de três meses, se meteu. O animal foi vendido pelos donos noruegueses em novembro, mas acabou barrado em aeroporto por Bulgária por motivos legais.

Leia também

Mesmo com muitas personalidades tentando levar o cachorrinho de volta para a Noruega, as autoridades búlgaras insistem em negar todos os pedidos e, com base na lei, alegam que o animal precisa ser levado à eutanásia.

Comovido, Van Damme surgiu em vídeo no Faceboook ao lado de outro chihuahua e pediu aos fãs para que assinem uma petição em prol da vida de Reya. "Cometeram um erro, as pessoas que não fizeram o documento direito. Não podem matar aquele chihuahua", disse.


Atualização (20/10, 9h29): após o apelo do ator, as autoridades búlgaras, de acordo com a agência de notícias AFP, decidiram absolver o cachorrinho. Ele passará por exames médicos e deverá ser colocado para adoção nos próximos dias.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube