Valesca Popozuda no ‘Bem Estar’: ‘sou como bambu, envergo mas não quebro!’

Valesca precisou trocar o silicone. (AgNews/ Raphael Castello)

Após sentir fortes dores no final do mês passado, Valesca Popozuda foi internada para uma cirurgia de emergência para troca das próteses de silicone nos seios. A funkeira teve uma contratura capsular, um caso raro que afeta 2% das pessoas que colocam o implante nas mamas.

Leia Mais:
Mais polêmica! Patrícia Abravanel critica homens que se relacionam com mulheres mais novas
Marca cria linha de joias inspirada em Daenerys, de ‘Game of Thrones’

 A contratura é a perda de elasticidade da cápsula que envolve o implante, uma camada de tecido de cicatrização que às vezes se forma em torno de implantes mamários causando desconforto e dor. O organismo inicia uma ação de defesa ao corpo estranho e o sistema imunológico desenvolve uma espécie de cicatriz interna.

Fazia 5 anos que Valesca estava com a prótese, a segunda que ela tinha. “De repente comecei a sentir dor. Era como uma bexiga inflando dentro de mim. Senti uma pontada e falta de ar; e vi que alguma coisa estava errada”, disse em entrevista ao matinal “Bem Estar”, da TV Globo.

No primeiro sinal de dor, ela correu para o hospital. “Entrei em desespero porque o médico disse que o silicone vai dobrando até romper e se rompesse poderia entrar alguma bactéria e eu teria que ficar seis meses sem colocar silicone de volta no peito”, disse a funkeira, que também tem prótese no bumbum. Valesca disse ainda que agora está ótima: “sou como bambu, envergo mas não quebro!”, brincou a cantora.