"A vacina vai nos tirar disto", diz Paul McCartney, que receberá imunizante contra a Covid-19

·1 minuto de leitura
Paul McCartney, em Londres

LONDRES (Reuters) - Paul McCartney deu um grande impulso à vacina contra Covid-19 britânica ao prometer que estará entre os primeiros astros mundiais a serem inoculados, noticiou o jornal The Sun nesta sexta-feira.

O ex-Beatle, de 78 anos, está na terceira escala de pessoas candidatas a receberem a vacina, ao lado de outros cidadãos de mais de 75 anos, e disse acreditar que a vacina oferece ao Reino Unido uma saída para o panorama desolador da pandemia de Covid, segundo o Sun.

"A vacina vai nos tirar disto", disse McCartney ao jornal em uma entrevista.

"Acho que sairemos desta, sei que sairemos desta, e a vacina é uma ótima notícia. Eu a receberei assim que me permitirem."

Paul McCartney disse que anseia por voltar aos palcos assim que possível após o cancelamento do Festival Glastonbury deste ano.

Nativo de Liverpool que compôs e interpretou algumas das canções de amor mais adoradas que o mundo já ouviu, McCartney liderou uma revolução cultural nos anos 1960 que abalou – e em alguns casos reverteu – as suposições da sociedade em todo o planeta.

(Por Guy Faulconbridge)